“Fuga de cérebros” é tema de reportagem na “Folha de S. Paulo”

A matéria registra que, entre 2017 e 2019, 73 docentes pediram exoneração da USP e 70 solicitaram afastamento não remunerado

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

As exonerações e os pedidos de licença por parte de professores da USP entre 2017 e 2019 foram assunto de reportagem do jornal Folha de S. Paulo nesta terça-feira, 28 de janeiro.

A matéria registra que, no período mencionado, 73 docentes pediram exoneração da USP e outros 70 solicitaram afastamento não remunerado. Um dos argumentos citados para a evasão envolve o teto salarial dos docentes das universidades estaduais, que, no último dia 18 de janeiro, foi equiparado ao dos professores e pesquisadores das universidades federais. A medida liminar foi concedida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli.

Em nota, o reitor Vahan Agopyan classificou a liminar como “uma grande manifestação de sensibilidade”. Na Rádio USP, Agopyan defendeu a medida de valorização dos docentes estaduais, ao ressaltar que “a sociedade brasileira precisa ser esclarecida de que, sem educação, não há desenvolvimento no País”.

Para mais informações e esclarecimentos sobre a liminar de equiparação do teto salarial, acesse este link.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.