USP e ONU criam cursos para combater estigma envolvendo HIV/Aids

Voltado a profissionais e estudantes de comunicação e saúde, cursos discutem como “falam, noticiam e tratam o HIV”

Por - Editorias: Extensão - URL Curta: jornal.usp.br/?p=201076
  • 626
  •  
  •  
  •  
  •  
Objetivo do USP Diversidade é desenvolver ações que estimulem a igualdade, a solidariedade, a promoção e o respeito aos direitos humanos – Imagem: Divulgação/PRCEU

O Programa USP Diversidade, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU), em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), promove dois cursos de difusão em São Paulo e Ribeirão Preto.

As oficinas, presenciais e gratuitas, terão quatro horas de duração. O público-alvo são estudantes (graduação e pós) e profissionais das áreas de comunicação social, gestão e saúde. Não é necessário ter vínculo com a USP.

Nos dias 25 e 26 de outubro, os encontros serão na Escola de Comunicações e Artes (ECA) com o tema Comunicação e Zero Discriminação em HIV/Aids. São 50 vagas em cada oficina, visando a “promover um debate e uma atualização em torno de novas terminologias, do papel da mídia e dos profissionais de comunicação na resposta à epidemia de HIV”.

Já nos dias 8 e 9 de novembro, a Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) recebe os cursos sobre o tema HIV e Zero Discriminação nos Serviços de Saúde. Serão três turmas, com 60 vagas cada, em programação voltada a profissionais dos cursos de gestão e saúde, como medicina, enfermagem, nutrição, psicologia, odontologia, educação física e controladoria.

Os conteúdos serão ministrados pela coordenadora do Programa USP Diversidade, professora Ana Paula Morais Fernandes, e pela diretora do Unaids no Brasil, Georgiana Braga-Orillard, além de técnicos da agência. Serão apresentados, em cada curso, dados recentes sobre a cobertura da imprensa a respeito do HIV no Brasil e o impacto do estigma e discriminação na prevenção, testagem e tratamento nos serviços de saúde.

A meta da Organização das Nações Unidas (ONU) é acabar com a epidemia da Aids até 2030 como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ana Paula reforça que, nesse sentido, as iniciativas na USP “visam alcançar o maior número possível de estudantes e profissionais de mídia, gestão e saúde”.

As inscrições já podem ser feitas pelos links: http://e.usp.br/cgc (área da comunicação) e http://e.usp.br/cgd (área da saúde). Também será possível se inscrever pessoalmente, caso existam vagas, 30 minutos antes do início de cada curso no local onde eles serão ministrados.

Cursos de difusão USP Diversidade e Unaids

Comunicação e Zero Discriminação em HIV/Aids
Quando | 25 e 26 de outubro
Horários | Dia 25 das 8 às 12 horas e das 19 às 23 horas. Dia 26 das 14 às 18 horas
Onde | Escola de Comunicações e Artes (ECA) (Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, Cidade Universitária, São Paulo)
Vagas | 50 inscritos em cada turma (mínimo de 10 participantes)
Quanto | grátis
Inscrições | http://e.usp.br/cgc

HIV e Zero Discriminação nos Serviços de Saúde
Quando | 8 e 9 de novembro
Horários | Dia 8 das 19 às 23 horas. Dia 9 das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas
Onde | Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) (Av. dos Bandeirantes, 3.900, campus Ribeirão Preto)
Vagas | 60 inscritos em cada turma (mínimo de 10 participantes)
Quanto | grátis
Inscrições | http://e.usp.br/cgd

Mais informações: (11) 3091-9185 | diversidade@usp.br 

  • 626
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados