USP doa lâminas de histologia animal para escolas de Piracicaba

Material faz parte de projeto para melhorar ensino de ciências e biologia

Por - Editorias: Extensão
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: Gerhard Waller USP/ESALQ – DvComun
Kit com lâminas de histologia animal – Foto: Gerhard Waller USP/Esalq – DvComun

.
Parte do conteúdo de ciências e biologia é compreendida de forma mais eficaz quando o aluno pode observar, tocar ou experimentar o que está sendo ensinado. Para contribuir com as aulas práticas, a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, desenvolveu um projeto que disponibiliza kits com lâminas de tecido animal às escolas públicas da cidade.

Denominada Práticas educacionais de histologia animal na rede pública de ensino, a ação é coordenada pelo professor Raul Machado Neto e a pesquisadora Débora Botéquio Moretti, do Departamento de Zootecnia, além de contar com o apoio da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP.

Segundo Débora, cada kit é composto de 14 lâminas de sete conjuntos de tecidos ou órgãos, além de material explicativo. “As lâminas são acompanhadas de um pequeno atlas colorido que ajuda o estudante a identificar aquilo que está vendo no microscópio.” O kit oferece lâminas de sangue, intestino, túbulos seminíferos, ovário e dos tecidos nervoso, muscular esquelético e cardíaco.

“A Débora me trouxe a proposta para ser encaminhada à PRCEU e a satisfação é muito grande que isso tenha uma recepção tão positiva por parte das escolas. Além de recuperar uma área importante do nosso departamento, a Histologia Animal, é uma oportunidade de colocar estudantes de pós-graduação em contato com a sociedade muito gratificante. De alguma maneira contribuímos com a melhoria do ensino médio da comunidade”, enfatizou Raul Machado Neto.
.

Foto: Gerhard Waller USP/ESALQ – DvComun
Responsáveis pelo projeto, Débora Botéquio Moretti e Raul Machado Neto entregaram laminários às escolas contempladas – Foto: Gerhard Waller USP/Esalq – DvComun

.
A orientação aos professores do ensino médio quanto às estruturas em cada lâmina, bem como disponibilização de um material explicativo, permitirá uma troca de informações e, ainda, estabelecerá um elo entre a Universidade e a rede pública de ensino. “A maioria das escolas públicas estaduais e municipais que dispõem de laboratório não possui materiais necessários às aulas, impedindo que as atividades práticas ocorram”, destacou Machado Neto ao constatar que, além dos coordenadores dessas escolas apontarem a falta de recursos didáticos, demonstraram grande interesse na aquisição do material.

No dia 24 de março, foi realizada a entrega de laminários de histologia animal, que são produzidos na Esalq, para cinco escolas públicas de Piracicaba. De acordo com Janaina Casarin Poli, coordenadora de Ciências da Natureza e Matemática da Escola Sud Mennucci, o material será de grande utilidade para o ensino de ciências. “Esse acréscimo de materiais vai incentivar mais ainda os alunos e enriquecer nosso trabalho na escola.”

Para o diretor da Esalq, professor Luis Gustavo Nussio, ações como essa ratificam a própria história da unidade em atender às demandas da sociedade. “Ao entregar esse laminário, a Esalq assume uma posição de destaque na colaboração com o processo de instrução local.”

Foto: Gerhard Waller USP/ESALQ – DvComun
Pró-reitor Marcelo Romero e o professor Raul Machado entregam kit de laminário – Foto: Gerhard Waller USP/Esalq – DvComun

Também presente no evento, o pró-reitor de cultura e extensão universitária da USP, Marcelo de Andrade Romero, lembrou do compromisso que a Universidade tem com a difusão do conhecimento gerado em seus campi.

“A USP entendeu que é papel dela dividir seu conhecimento e parte dos seus recursos com a sociedade que a cerca. Este é mais um exemplo de que é possível, com poucos recursos, entregarmos kits de leitura para microscópio, para escolas públicas, já que para nós é muito fácil, pois temos professores competentes, material de qualidade e tem um impacto positivo. Amanhã uns dos estudantes que estão aqui hoje identificam-se com a leitura em microscópio e podem ingressar em uma carreira diferenciada.”

Além da Sud Mennucci, foram contempladas as escolas estaduais Professor Adolpho Carvalho, Pedro Moraes Cavalcanti, Monsenhor Jeronymo Gallo e Professor Manasses Ephrain Pereira.

Um kit foi disponibilizado, ainda, ao Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Esalq para que os alunos do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias e Biológicas possam ter a oportunidade de utilizá-lo sob coordenação da professora Vânia Galindo Massabni.

Com informações de Alicia Nascimento Aguiar e Caio Albuquerque, da Divisão de Comunicação da Esalq

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados