Uso medicinal de canabinoides é o tema do próximo USP Talks

Evento será dia 29 de março e vai reunir especialistas para discutir riscos e benefícios do uso dessas substâncias

Por - Editorias: Extensão
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Atualizado em 10 de março, às 17h30

20170309_usptalks_logo00_zero

Dia 29 de março, das 12h30 às 13h30, pesquisadores da USP e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) vão se reunir para debater o uso medicinal dos canabinoides, substâncias presentes na maconha, durante mais uma edição do USP Talks.

Com o tema “Maconha, canabinoides e sociedade”, os convidados José Alexandre Crippa, professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, e Ronaldo Laranjeira, do Departamento de Psiquiatria da Unifesp, discutirão os riscos e benefícios do uso terapêutico de canabinoides.

 

Ronaldo Laranjeira – Foto: Marcelo Camargo/ABr

 

O desejo de aproximar a Universidade e a sociedade fez surgir, em 2016, o USP Talks, um projeto organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) da USP em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo e a Livraria Cultura. O evento já conta com oito edições e tem por objetivo central promover um debate qualificado, contando com a presença de especialistas e pesquisadores acadêmicos, sobre temas de relevância da sociedade atual, porém, em um formato diferenciado de palestra: informal, simples, rápido.

Durante o ano passado, foram debatidos temas diversos, como: zika e microcefalia; as raízes da corrupção no Brasil; mitos e verdades sobre a cura do câncer; violência contra a mulher; as origens da vida e do universo; a relação entre tecnologia e transparência; a reforma do ensino médio; e mudanças climáticas.

 

Professor José Alexandre Crippa, pesquisador do canabidiol medicinal – Foto Renato Lopes

 

O USP Talks ocorre toda última quarta-feira do mês, no Teatro Eva Herz, localizado na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Av. Paulista, 2.073, em São Paulo. As apresentações, que duram cerca de 15 minutos, são feitas em linguagem compreensível a todos, livre de formalidades acadêmicas. Um terceiro e último bloco é reservado a perguntas e ao debate aberto entre todos os presentes.

O evento também será transmitido ao vivo pelas fanpages do USP Talks e da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP. As palestras são disponibilizadas on-line no YouTube.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Pró Reitoria de Pesquisa

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados