Para competir nos EUA, equipe automobilística da USP busca ajuda

Projetado e construído por alunos de engenharia de São Carlos, veículo ganhou prova nacional e vaga para corrida em Michigan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Carro EESC USP SAE
Novo carro da equipe, o E14 é mais leve e inteligente que seu antecessor – Foto: Divulgação/EESC

Um carro de corrida de alto desempenho construído inteiramente por estudantes de engenharia. Todo o aprendizado obtido em sala de aula é testado na criação do protótipo do veículo. E para descobrir se desenvolveram um bom projeto, os estudantes participam de corridas disputadas entre equipes universitárias. Um grupo de alunos da USP em São Carlos quer justamente saber se o projeto de carro deles é o melhor do mundo. Para isso, eles precisam participar da competição mundial de Fórmula SAE, em Michigan, nos Estados Unidos. A vaga e a certeza de ter o veículo campeão no Brasil eles já conquistaram no ano passado; agora, falta o dinheiro para levar a equipe até o solo americano.

A solução encontrada pela equipe de Fórmula SAE da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP foi abrir um crowdfunding na internet. O objetivo é arrecadar R$ 20 mil até 11 de abril para custear a viagem. Quem colaborar com qualquer valor receberá uma menção na página da equipe. Já quem contribuir com valor acima de R$ 1 mil terá o nome na carenagem do carro. A doação pode ser feita por este link.

O time de São Carlos já ganhou quatro vezes a Fórmula SAE Brasil. Atualmente, eles estão em 12º lugar no ranking mundial de equipes da competição. Em 2015, os estudantes também foram campeões na disputa brasileira o que garante a vaga para a evento nos Estados Unidos; porém, por falta de verba que custeasse a viagem, eles não puderam participar em Michigan. Por isso, este ano, eles decidiram abrir a campanha de arrecadação na plataforma Vakinha. 

A competição

A Fórmula SAE surgiu em 1981, no Texas, Estados Unidos, com o intuito de levar estudantes de engenharia a conceber, projetar, fabricar e concorrer com pequenos carros de corrida estilo fórmula. No Brasil, a competição chegou apenas em 2004, sendo a equipe EESC-USP Formula SAE a primeira campeã. Essa é apenas uma das 12 modalidades de disputa organizadas pela Sociedade dos Engenheiros da Mobilidade – Society Automotive Engineers (SAE).

Os estudantes devem trabalhar cerca de um ano em um carro que será avaliado e comparado com o de outras instituições e universidades. O time campeão ganha o direito de disputar o campeonato mundial nos Estados Unidos.

O diretor da equipe EESC USP Fórmula SAE Álvaro Pádua conta que a intenção da equipe é ficar entre os dez primeiros na competição deste ano, pois os classificados automaticamente ganham uma vaga no ano seguinte. “A nossa meta é ficar no top 10 ou, na melhor das opções, até em terceiro lugar, depende muito do que pode acontecer. O top 10 é o que estamos almejando e eu acho bastante possível”, afirma.
.

A EESC USP de fórmula SAE conta atualmente com 70 membros de todos os cursos de engenharia da USP São Carlos - Foto: Divulgação/EESC
A EESC-USP de Fórmula SAE conta atualmente com 70 membros de todos os cursos de engenharia da USP São Carlos – Foto: Divulgação/EESC

.
O carro que foi campeão na 13ª Competição Nacional de Fórmula SAE e que vai competir em Michigan é o E14. Um carro mais leve e inteligente que seu antecessor, E13, campeão na edição nacional de 2015. O E14 foi um veículo que contou com materiais de alto desempenho, como fibra de carbono, alumínio aeronáutico, titânio, aço de alta liga.

“Utilizar o alumínio aeronáutico, que é muito mais resistente que o alumínio comum e tanto quanto o aço, deixou o carro mais leve. Conseguimos fazer peças que seriam de aço com alumínio, então reduzimos o peso dele, além da fibra de carbono que também é muito resistente e leve”, explica Álvaro Pádua. O novo carro é 20 quilos mais leve que o antecessor.

Equipe EESC USP SAE
Estudantes participam de competição com o antigo modelo do carro – Foto: EESC/USP

Pela terceira vez consecutiva, o carro da EESC-USP de Fórmula SAE ganhou como maior projeto de engenharia do País. Tanto o desenvolvimento do projeto quanto a construção do veículo foi um modelo pioneiro no Brasil, destaca o diretor; um exemplo é o sistema de freios novos, totalmente desenvolvido pela equipe.

O E14 também conta com telemetria, que consiste no monitoramento do carro a distância. Através de um computador é possível acompanhar os dados do motor, velocidade etc.

Atualmente, a equipe conta com cerca de 70 membros de todos os cursos de engenharia da USP em São Carlos.

Para participar da equipe, é necessário estar regularmente matriculado em curso de graduação ou pós-graduação na Escola de Engenharia de São Carlos e participar do processo seletivo. As inscrições para o processo seletivo vão até o dia 24 de março no site da EESC-USP Fórmula SAE. Também é possível acessar o edital do processo. O resultado será divulgado no dia 6 de abril no Facebook da equipe.

Além da arrecadação on-line, a equipe também está em busca de patrocínio para ir aos Estados Unidos. Empresas que tenham interesse em contribuir podem entrar em contato pelo e-mail formulaeesc.mkt@gmail.com.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados