Na Cidade Universitária, USP traz observações do céu para o público

Projeto Astronomia para Todos oferece palestras com cientistas e visitas gratuitas

Por - Editorias: Extensão
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn232Print this pageEmail

Imagens da superfície da Lua captadas durante observação no IAG – Fotos: Felipe Navarete/USP Imagens

A astronomia – isto é, a ciência que estuda o Universo e os movimentos dos corpos celestes – sempre representou uma enorme e importantíssima fonte de conhecimentos. Foi por meio de aprendizagens astronômicas que a humanidade descobriu, por exemplo, que a Terra não era plana e que a posição das estrelas poderia servir de apoio na navegação.

Ao longo das últimas décadas, o céu e os planetas foram tema de livros, tatuagens, estudos, teorias e eventos ao redor do mundo. Assim, a astronomia se tornou um assunto popular e constantemente discutido.

Para aproximar o público dessa ciência,  o Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, localizado no campus da Cidade Universitária, em São Paulo, realiza o programa Astronomia para Todos. Com o apoio do Clube de Astronomia de São Paulo (Casp), o projeto faz parte do Visitas Monitoradas do IAG para escolas. A diferença é que ele não se dirige apenas a estudantes, e sim a todos que desejarem visitar o instituto.

Repleto de discussões didáticas sobre temas astronômicos atuais, o programa disponibiliza também observações noturnas do céu. Ele é voltado para adultos e crianças maiores de dez anos, desde que acompanhadas. Às terças e quintas-feiras, o projeto atende crianças de escolas públicas e privadas. Uma vez por mês, em uma quarta-feira, o programa é voltado para o público em geral, permitindo a visita de 120 a 140 pessoas.

Público observa céu em equipamento instalado no IAG – Foto: Felipe Navarete/ IAG

As visitas direcionadas ao público geral ocorrem apenas em quartas-feiras previamente estabelecidas, a partir das 19h, com duração de duas a três horas. As datas são escolhidas com base nas melhores condições para a análise das estrelas,  e a observação do céu ainda depende das condições meteorológicas de cada noite. Apesar de a chuva poder prejudicar essa atividade, as palestras são realizadas independentemente do clima.

Os palestrantes possuem  vastos conhecimentos e experiências, e incluem a professora da USP Elisabete Dal Pino, vencedora da categoria Mulheres na Ciência da 22ª edição do Prêmio Claudia 2017, e o professor da USP João Steiner, pós-doutor pela Universidade de Harvard.

Os monitores das visitas são alunos de pós-graduação do próprio IAG que, com o auxílio de bolsas concedidas pela USP, promovem uma experiência única para os visitantes. A parte operacional é de responsabilidade da professora Elysandra Figueredo Cypriano, coordenadora do projeto há seis anos, mas todo o restante da visita é comandado pelos monitores.

“Atender o público é uma atividade muito motivacional. Para o aluno, dividir o que ele está aprendendo é uma questão importante dentro de uma universidade”, comenta a coordenadora.

Professora Elysandra Figueredo Cypriano, coordenadora do projeto há seis anos – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

Para ela, é essencial a existência de uma atividade como as propostas do Astronomia para Todos, que ressalta as realizações e esforços nacionais em nome da pesquisa científica.

“É importante ter essa sensação de que o Brasil também produz conhecimento de fronteira. Essa é uma informação que, muitas vezes, não chega às escolas. Aqui, mostramos esse lado da pesquisa desenvolvida por brasileiros, com telescópios brasileiros”, afirma Elysandra.

Para participar, é preciso inscrever-se através de um formulário on-line, que pode ser preenchido no site do Astronomia para Todos, neste link. As inscrições são gratuitas e abrem na semana anterior a cada sessão. Se o número de vagas já estiver esgotado, é possível cadastrar interesse em uma próxima visita para ser avisado sobre a abertura das inscrições futuras. O instituto, onde ocorrem as atividades, está localizado na Rua do Matão, 1.226, no bairro do Butantã.

Mas os planos do IAG não param por aí. Elysandra, em conjunto com outras professoras da Universidade, está organizando um evento com o tema Mulheres na Ciência do Céu, da Terra e do Mar”. Ele deve ocorrer no dia 8 de março do ano que vem, data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher; a programação destacará a influência feminina nas pesquisas e realizações científicas. Mais informações serão divulgadas nos próximos meses.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn232Print this pageEmail

Textos relacionados