Jovens de São Carlos aproximam química do cotidiano das pessoas

Grupo faz parte da Sociedade Americana de Química e recebeu prêmio internacional

Por - Editorias: Extensão
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Fonte: Bates Chemical
Grupo de extensão ACS USP Student Chapter trabalha com a divulgação acadêmica e social da química – Fonte: Bates Chemical

00_zero

A química está presente em tudo o que acontece no nosso cotidiano, desde a composição da água do bebedouro às reações das pilhas do controle remoto dos aparelhos de televisão. Seu estudo é incentivado há mais de 140 anos pela Sociedade Americana de Química (ACS, sigla em ingês), entidade sediada nos Estados Unidos e que chegou à USP no final de 2015 por meio de estudantes do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP.

Eles criaram o ACS USP Student Chapter, que nasceu com apoio da matriz estadunidense, com a missão de “tornar o conhecimento científico acessível a todas as pessoas”. O grupo de extensão internacional faz parte de uma divisão da Sociedade Americana de Química e é o primeiro Student Chapter da ACS no Brasil.

2017 02 24 molecula da semana 2
Exemplo de Molécula da Semana apresentado no Facebook pelo grupo ACS USP Student Chapter – Foto: Arte Jornal da USP

A missão é divulgar a ciência no âmbito acadêmico e social, desenvolvendo projetos de educação científica em escolas, olimpíadas universitárias, olimpíadas no ensino fundamental, encontros acadêmicos e estudos de casos.

“Os encontros acadêmicos trazem discussões sobre assuntos que não são comumente abordados em sala de aula, mas são de total interesse na formação humanística do futuro profissional que nos tornaremos. Assim, são feitos convites a professores para dar início às discussões sobre o assunto escolhido”, explica Carolina Sotério, presidente do ACS USP Student Chapter e aluna do curso de Química da USP em São Carlos.

Outras atividades mais informais envolvem, por exemplo, o Show da Química. São demonstrações práticas de alguns fenômenos químicos para explicar de maneira simples e objetiva os fenômenos por trás de cada experimento realizado.

Há ainda o Chap’za Night, uma pizzada que promove networking dentro da área, com conversa, música, reunião, troca de ideias. Tanto associados como não associados podem participar.

Existem também trabalhos nas redes sociais, principalmente o Molecule of the Week. “O Molécula da Semana é um projeto em que o grupo divulga uma charada sobre uma molécula, semanalmente postada no site deles, visando a familiarizar a química com o cotidiano das pessoas, mostrando diferentes aplicações das mesmas. Nós temos autorização da sociedade para fazer a tradução do texto sobre a molécula, porém também criamos uma arte digital que acompanha o texto para tornar a mensagem mais atrativa e divulgamos via Facebook, o que torna o alcance maior”, conta Carolina.

Para acompanhar as atividades do grupo e conferir o calendário de atividades, acesse o site do ACS USP Student Chapter ou a página no Facebook.

Prêmio

No ano passado, Carolina Sotério recebeu um prêmio da Sociedade Americana de Química, o Leadership Award e se tornou oficialmente a primeira estudante internacional laureada. O prêmio incluiu a ida da estudante a Dallas, nos Estados Unidos, para participar da Conferência dos Líderes da Sociedade Americana de Química realizada no começo de fevereiro deste ano. Nesse período, ela pode fazer cursos e trocar experiências com grandes nomes da ACS.

“Foi uma experiência incrível que me acrescentou muito profissionalmente”, explicou Carolina. “Desde o primeiro instante em que estive no Instituto de Liderança em Dallas até o último momento, participei de atividades que promoviam a interação com os mais variados membros da sociedade, conheci a própria presidente da ACS, Allison Campbell, e outros estudantes que atuam em suas universidades em diferentes comitês.”

Ela explica que a ACS busca incentivar a melhora na vida de pessoas por meio da química, com promoção de conferências, publicação de revistas e diversas formas de divulgação para estimular o estudo na área. “Meu primeiro contato com um Student Chapter foi durante o ensino médio, no caso, o da Sociedade Americana de Óptica que existia na Unicamp. Aquela experiência me levou a pensar em participar de um grupo como esse quando ingressasse na universidade.”

 

Carolina Sotério com a presidente da ACS, Allison Campbell, em sua visita aos Estados Unidos - Fonte: Divulgação
Carolina Sotério com a presidente da ACS, Allison Campbell, em sua visita aos Estados Unidos – Fonte: Divulgação

00_zero

Após entrar na USP, Carolina encontrou outros estudantes que também tinham interesse na criação de um grupo ACS. “Em outubro de 2015, recebemos um certificado de reconhecimento da fundação do ACS University of São Paulo Student Chapter e nos tornamos oficialmente o primeiro Student Chapter da ACS no Brasil. O interesse deles foi tão grande em nossa iniciativa que eles bancaram nossa primeira anuidade.” Desde então, o grupo tem sido ativo na vida universitária e na extensão acadêmica, segundo Carolina.

 

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados