Em ascensão no mercado, empresas juniores crescem dentro da USP

Com projetos inovadores e serviços a clientes externos, o número de “EJ’s” chega a 50

Por - Editorias: Extensão
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Evento_SanFranJR - Congresso Acadêmico organizado por membros da SanFran Jr., em outubro de 2016 - Foto: Reprodução
Evento universitário – Congresso Acadêmico organizado por membros da SanFran Jr., em outubro de 2016 – Foto: Divulgação

.
As empresas juniores (EJ) são afiliações sem fins lucrativos que englobam alunos de ensino superior, geralmente de um mesmo curso, realizando atividades como assessoria e consultoria para clientes externos, além de eventos universitários e outros serviços ligados às suas áreas de estudo. O Movimento Empresa Júnior (MEJ) começou na USP em 1990, e vem crescendo nesses últimos anos, contando, atualmente, com cerca de 50 “EJ’s” de diversas unidades.

A USP Júnior é o núcleo responsável por reunir as empresas da Universidade, possibilitando a integração das entidades e sua representação para o mercado externo. A organização foi fundada em 1993 por um grupo de 11 juniores e, atualmente, já conta com cerca de 31 afiliadas. “Hoje em dia, as empresas da USP são muito mais reconhecidas, temos 1.230 empresários juniores. Em 2016, foram realizados 155 projetos com um faturamento de R$ 780.506,82, movimentados apenas pelas 31 EJ’s nucleadas”, diz Murillo Ono Koroishi, diretor de desenvolvimento da USP Júnior.

Segundo Alex Ramos Franco, diretor de marketing do núcleo, não é apenas o dinheiro adquirido e utilizado sempre para melhorias internas das empresas que importa. “A grande experiência é colocar em prática o ensinamento teórico dos cursos”, explica. “Além disso, podemos proporcionar uma vivência de empreendedorismo dentro da Universidade, desenvolvendo liderança, relações interpessoais e produtividade, tudo como consequência dessa visão empreendedora.”

Balança de Quartzo, projeto elaborado por empresários da Poli Júnior para pesagem de fibras musculares – Foto: Poli Júnior

As juniores, muitas vezes, oferecem experiências relevantes não só para os empresários, mas para o desenvolvimento tecnológico do País como um todo. No ano passado, alunos de engenharia mecânica integrantes da Poli Júnior., empresa universitária da Escola Politécnica (Poli) da USP, trabalharam cerca de seis meses no desenvolvimento de uma Balança de Quartzo, um equipamento para pesagem de fibras musculares que, em média, tem microgramas e são muito leves para as balanças comerciais.

“O projeto foi solicitado pelo laboratório de nutrição da própria USP. Foram feitas pesquisas para se descobrir como era possível desenvolvê-lo, já que a única balança semelhante de que tínhamos conhecimento ficava na Inglaterra”, comenta Leonardo Gushiken, diretor de projetos da empresa. “Tecnicamente foi um experimento muito desafiador, mas acabamos construindo-o com muita excelência, o cliente ficou bastante satisfeito já que conseguimos alcançar os critérios que haviam sido estabelecidos. Temos muito orgulho deste projeto dentro da Poli Júnior”, completa.

A consciência social das juniores

Não são apenas de projetos remunerados que as empresas juniores vivem, muitas delas possuem em seu calendário diversas ações sociais a serem desenvolvidas durante o ano; é o caso da iniciativa da SanFran Jr., empresa universitária da Faculdade de Direito (FD) da USP.

Desde o ano de 2012, todo semestre, a empresa promove uma campanha de doação de sangue em parceria com a fundação Pró-Sangue. Os voluntários são, principalmente, os alunos da Faculdade de Direito. A coleta ocorre em salas da própria Universidade e o material recolhido é distribuído para diversos bancos de sangue da capital que apresentam suas reservas defasadas.

A divulgação do evento é feito pelas redes sociais. Em sua página institucional, os membros da SanFran Jr. fazem questão de lembrar que doar sangue é um ato de solidariedade, um exemplo de atitude simples que pode fazer a diferença na vida de milhões de pessoas.

Coordenadoria USP Júnior

USP Júnior, núcleo de juniores da Universidade
Logo da USP Júnior, núcleo de juniores da Universidade – Foto: Reprodução

O núcleo que engloba as empresas juniores da USP está com inscrições abertas. Até o dia 20 de janeiro, os empresários das “EJ’s” nucleadas que tiverem interesse devem preencher este formulário.

Os dez selecionados serão divididos em cinco diretorias (presidência, expansão, desenvolvimento, marketing e gestão), trabalhando nas áreas de comunicação, negócios, relações humanas, conteúdo, capacitação, eventos, relações institucionais, diagnóstico, regulamentação e fomento das EJ’s, dentro da USP Júnior. Confira o edital.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados