Aprenda programação em curso gratuito na USP em São Carlos

Inscrições para o Projeto Codifique podem ser realizadas até 12 de abril

Por - Editorias: Extensão
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Aulas do projeto Codifique ocorrem sempre às quartas-feiras, no período da tarde – Foto: Reinaldo Mizutani

.
Você que está no ensino médio ou fazendo cursinho pré-vestibular e quer aprender sobre programação pode se inscrever, até 12 de abril, no Projeto Codifique, realizado por alunos do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos. O curso é gratuito e oferece 40 vagas.

A iniciativa tem como objetivo ensinar conceitos básicos de programação, por isso os participantes não precisam ter conhecimento prévio sobre o assunto. Serão apresentados tópicos que os estudantes podem aplicar no dia a dia relacionados à resolução de problemas e à lógica. Durante o curso, os participantes aprendem uma das linguagens de programação mais utilizadas, que está integrada nos navegadores web e em dispositivos móveis: JavaScript.

No total, o projeto oferece 11 aulas, que ocorrem sempre às quartas-feiras, das 16 às 19 horas. As atividades terão início dia 19 de abril e serão no ICMC, no campus I da USP em São Carlos. Para se inscrever, basta preencher o formulário disponível neste link.

Trajetória

Turma do Codifique que fez o curso durante o segundo semestre de 2015 – Foto: Reinaldo Mizutani

Os primeiros passos do Codifique foram dados no segundo semestre de 2013, quando o curso foi oferecido pela primeira vez. Entre os professores que dão aula no projeto estão alunos do ICMC voluntários e também aqueles que participam do Programa de Educação Tutorial (PET-Computação) do instituto. Para esses professores-alunos, participar da iniciativa é uma oportunidade para adquirir experiência em preparar e ministrar aulas. O projeto recebe o apoio da Comissão de Cultura e Extensão Universitária do Instituto.

Confira, a seguir, os depoimentos de alguns ex-alunos e ex-coordenadores do Codifique


Depois do Codifique, o interesse de Guilherme pela computação aumentou – Foto: Denise Casatti

Eu já tinha interesse em estudar Ciências de Computação e já sabia um pouco sobre programação. Porém, foi no Codifique que tive um contato mais prático com o assunto, enquanto fazia o projeto final. Gostei muito do curso e ele aumentou bastante meu interesse pela área de computação”

Guilherme Fernandes – aluno de Ciências de Computação do ICMC.


Eu não sabia nada de programação, mas sempre tive interesse em criptografia. Então, um amigo me recomendou que me inscrevesse no Codifique. Eu gostei bastante da experiência e recomendo para quem tiver interesse. Os professores ensinavam de um jeito fácil de entender e de aplicar. Havia vários monitores em sala de aula e nós ficávamos bem amparados”

Camila Barros – participou do Codifique no segundo semestre de 2015.


Com o projeto Codifique, eu pude entender melhor o que é programação, além de ter um contato prático com a atividade de programar. O curso foi uma boa base para meu futuro. Pretendo estudar na USP e cursar Ciências de Computação”

Isaac Alvarez – participou do Codifique no segundo semestre de 2013.


Para Rafael Hiroki, o Codifique é uma oportunidade para os estudantes conhecerem melhor a si mesmos – Foto: Reinaldo Mizutani

Nossa intenção é motivar os participantes do Codifique a seguirem uma carreira na área de computação. No entanto, o curso exerce um papel importante até mesmo para quem descobre que programar não é bem o que gostaria de fazer no futuro. Por isso, o Codifique não é só uma oportunidade para que os estudantes aprendam conceitos de computação, mas também uma chance para que possam conhecer um pouco mais sobre si mesmos”.

Rafael Hiroki – aluno de Ciências de Computação do ICMC e um dos ex-coordenadores do projeto.


Luan (à esquerda) e Raul (à direita) tentam despertar o amor pela computação em estudantes do ensino médio – Foto: Reinaldo Mizutani

É muito bom levar um pouco do que a gente aprende aqui para pessoas de fora da USP e serve como oportunidade para falarmos em público e organizar uma aula. Para nós, que somos alunos, é diferente virar professor, conseguimos ver o outro lado do ensino. Nosso maior desafio é tentar passar o conteúdo de uma forma que todos entendam. Para mim, participar do projeto trouxe muito crescimento pessoal”

Raul Rosa – aluno de Ciências de Computação do ICMC e um dos ex-coordenadores do projeto.


Com o Codifique, você pode despertar o interesse da sociedade pela computação. Os participantes se surpreendem com a relação próxima que se estabelece entre professores e alunos”.

Luan Orlandi – aluno de Ciências de Computação do ICMC e um dos coordenadores do projeto


Denise Casatti/ Assessoria de Comunicação ICMC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados