Qual a relação entre a comida que comemos e a física?

Essa e outras perguntas serão respondidas em série de seis palestras no Instituto de Física da USP, em São Paulo; a primeira é dia 16 de maio

Editorias: Eventos - URL Curta: jornal.usp.br/?p=244204
Série de palestras explica a relação entre a física e funções do corpo – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Por que é preciso rebolar na marcha atlética? O que acontece com a comida que comemos? Por que estrelas são desenhadas como uma espécie de asterisco? Essas são algumas perguntas que serão respondidas em um ciclo de palestras no Instituto de Física (IF) da USP, em São Paulo. Os encontros trabalharão a física além dos cálculos e leis teóricas, mostrando como ela está presente no cotidiano da população, inclusive em modalidades esportivas e funções do corpo humano.

Problemas práticos são motivantes, permitindo apreciar melhor o conhecimento científico e entender como funcionam o corpo humano e as atividades esportivas”, explica Otaviano Heleno, professor do IF, responsável pela organização e que irá ministrar as palestras.

A Física, os Esportes e o Corpo Humano é um ciclo de seis palestras. Elas começam no dia 16 de maio, uma quinta-feira, e seguem de 22 de maio a 19 de junho, sempre às quartas-feiras, das 14 às 16 horas. O evento é aberto e os temas serão tratados de forma didática para facilitar o entendimento do público. 

As palestras são resultados de pesquisas e, segundo o professor Otaviano, serão tratados o funcionamento de âmbitos nos esportes e nas atividades humanas que as pessoas desconhecem. “É um evento de divulgação científica, que oferece a oportunidade de interessados entrarem em contato com o conhecimento da área.”

Tema das palestras

O evento irá tratar sobre áreas de conhecimento da física, como a mecânica e óptica. Alguns assuntos serão focados em desvendar mistérios de esportes, como a análise de corridas verticais (escadas de prédios) e o motivo de se correr horizontalmente para realizar o salto em altura.

“Há um truque que permite transformar uma velocidade horizontal em uma velocidade vertical. Esse truque aproveita-se de uma das leis de conservação da natureza, a de conservação do momento angular, e foi explorado em um artigo em coautoria com o professor Marcelo Yamashita”, comenta Heleno sobre o salto em altura.

Já as palestras do dia 12 e 19 de junho tratarão sobre o corpo humano. Será explicado como as calorias ingeridas são transformadas em energia para desempenhar atividades do dia a dia. Outro tema é a formação do olho humano, trazendo questionamentos sobre a visibilidade da Muralha da China por alguém que está na Lua e o formato que o ser humano enxerga as estrelas. Confira aqui a programação completa.

As atividades serão no auditório Adma Jafet, no IF, localizado na Rua do Matão, 1.371, campus Cidade Universitária da USP, bairro Butantã, São Paulo.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.