Caminhão-laboratório chega à USP e oferece cursos em internet das coisas

HackaTruck é destinado a alunos da Universidade; curso dura de 19 de agosto a 20 de setembro. Seleção ocorre entre 8 e 31 de julho

Por - Editorias: Eventos - URL Curta: jornal.usp.br/?p=256917
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Atualizado em 10 de julho de 2019, às 16h41

Interior do caminhão onde os cursos serão aplicados – Foto: Divulgação

A Agência USP de Inovação (Auspin) e a Escola Politécnica (Poli) da USP, em São Paulo, estão organizando a chegada do laboratório móvel de tecnologia HackaTruck Maker Space ao campus Cidade Universitária. O projeto almeja a “capacitação sobre rodas” de universitários da USP no desenvolvimento de aplicativos. As vagas são limitadas – haverá a seleção de 56 pessoas a partir de um curso a distância, que abre vagas no dia 8 de julho.

O HackaTruck é um laboratório em que estudantes de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) – ou qualquer estudante com interesse na área – realizam aulas presenciais de imersão em tecnologia. As atividades se voltam ao desenvolvimento iOS para aplicativos móveis com aplicação em Internet das Coisas (IoT).

No laboratório móvel, a capacitação abrange programação Swift, Cloud Services, Serviços Cognitivos e Internet das Coisas, a que a organização define como uma forma colaborativa, criativa e recheada de práticas.

Como participar

O projeto é divido em duas partes. Primeiro, é necessário participar da capacitação profissional tecnológica em um curso a distância (EAD) dividido em quatro módulos. Ele servirá de seleção para a próxima etapa, presencial. Com 70% de aproveitamento, é possível concorrer a uma das 56 vagas.

Os alunos devem se inscrever na edição destinada a alunos da USP, que se inicia no dia 8 e vai até o dia 31 julho. As inscrições estão disponíveis no site www.hackatruck.com.br e o código é USP19HTMS.

Os aprovados irão elaborar projetos de IoT no HackaTruck, que estará no estacionamento da Poli a partir do dia 19 de agosto. No espaço, eles serão estimulados a criar e desenvolver protótipos a partir dos temas estudados no curso. Ou seja, além do desenvolvimento em IoT, é uma oportunidade para obter conhecimentos em programação mobile, serviços cognitivos, através da metodologia ativa CBL (Challenge Based Learning).

Ao final dos cursos, a organização emite certificados. Mas eles exigem alguns critérios: para o curso a distância, os participantes devem atingir aproveitamento final maior ou igual a 70%. O certificado fica à disposição no site. Para o curso presencial aplicado no laboratório móvel, os alunos devem ter participação ativa e frequência igual ou superior a 75%.

O HackaTruck MakerSpace é um projeto de capacitação profissional para estudantes de instituições de ensino superior de tecnologia da informação. Ele é patrocinado pela IBM Brasil e Flex, em colaboração com a Apple, e executado pelo Instituto de Pesquisas Eldorado.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •