Eventos e cursos promovem diálogo para implementar a Agenda 2030 na região de Ribeirão Preto

O projeto Ribeirão Preto e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU terá várias ações, entre elas 17 seminários temáticos que terão início no próximo dia 16 de março, às 18 horas

 24/02/2022 - Publicado há 6 meses  Atualizado: 09/05/2022 as 14:24
Por
Região de Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo – Arte sobre foto / Gov. do Estado de SP

.
A universidade tem se mostrado importante agente do processo de produção do conhecimento necessário tanto ao diagnóstico quanto à formulação de políticas públicas, além de ser um espaço para oferecer e fomentar o debate para a implementação da Agenda ONU 2030

Diante desta tarefa, as Faculdades de Direito (FDRP), Economia, Administração e Contabilidade (FEA-RP) e de Medicina (FMRP), o Instituto de Estudos Avançados (IEA-RP), todos da USP em Ribeirão Preto, em parceria com a Prefeitura e a Câmara Municipal de Ribeirão Preto, o Instituto Ribeirão 2030 e com governos e legislativos municipais e entidades da sociedade civil, criaram o projeto Ribeirão Preto e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU

Os 17 seminários temáticos serão no auditório da FDRP que reunirá pesquisadores, governos e sociedade civil em torno da Agenda 2030 da ONU

O projeto vai realizar reuniões públicas de mobilização e debate sobre o processo de implementação desses Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU na cidade e região. A agenda da ONU surgiu quando chefes de Estado e de governo se reuniram em 2015 em Nova York para unir forças em prol de uma Agenda Mundial de Desenvolvimento Sustentável, que deve ser cumprida até o ano de 2030.

Segundo o professor Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho, diretor da FDRP e um dos coordenadores do projeto, o tema é especialmente desafiador para a cidade de Ribeirão Preto, conhecida por sua pujança econômica, mas também marcada pela exclusão em diversos planos, por isso “surgiu a necessidade de se congregar pesquisadores da USP e de outras instituições, autoridades políticas e de outros setores e mais a sociedade civil que tenham contribuição e responsabilidade com a implementação e efetivação das metas e objetivos do desenvolvimento sustentável”. 

Entre as ações institucionais do projeto estão 17 seminários temáticos com o intuito de promover a discussão crítica acerca de cada um dos ODS, ou seja, de que forma estão sendo implementados na cidade e na região. O primeiro seminário temático será apresentado no dia 16 de março, a partir das 18 horas, com o tema  Educação de Qualidade. Também haverá 17 minicursos com conteúdos sobre cada um dos ODS direcionados aos estudantes e aos jovens em geral; criação de vídeos de formação para gestores públicos e um livro com os resultados e informações reunidas ao longo da realização do projeto. 

Minicursos

Serão 17 minicursos, um para cada ODS, que serão apresentados de forma didática com ênfase no conceito e aplicação do ODS, contextualização com perspectivas nacionais e locais, correlação do ODS com aspectos da vida cotidiana do estudante e impactos decorrentes do ODS. Será convidada uma escola para cada apresentação, que será nas dependências da FDRP e, ainda, haverá, oficinas de redação direcionadas para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), com apoio do cursinho popular da FDRP e Projeto Salvaguarda, além de um concurso da melhor redação para cada ODS. O calendário dos minicursos pode ser consultado neste link.

Seminários temáticos

Os seminários, que terão duração de três horas cada, sempre das 19 às 22 horas, serão nas dependências da FDRP, no Campus da USP em Ribeirão Preto e transmitidos pelo canal da FDRP no Youtube. 

A participação na mesa de debates de cada tema é aberta a docentes e pesquisadores da USP e de outras instituições de pesquisa, representantes de entidades da sociedade civil, de governos e de parlamentos, e de outras instituições e empresas com atuação na área de interesse, mediante solicitação neste link.  A seleção das apresentações será feita por um comitê científico com representantes de todos os organizadores. Após as apresentações haverá debates. 

Para participar como ouvinte, presencial ou a distância, se inscreva clicando aqui. A comissão organizadora lembra que o acesso às dependências da FDRP é permitido apenas às pessoas que comprovem o cumprimento de esquema vacinal completo, com uso de máscaras e observadas as demais exigências sanitárias impostas pela Universidade de São Paulo. O evento tem apoio da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária. 

Conheça os temas dos seminários e o calendário com a data limite para inscrições.

Tema – ODS Data do Seminário Data Limite para Inscrição
Abertura e o tema Educação de Qualidade 16 de março de 2022 04/03
Fome Zero e Agricultura Sustentável 23 de março de 2022 11/03
Saúde e Bem-Estar 06 de abril de 2022 25/03
Erradicação da Pobreza 16 de maio de 2022 09/05
Indústria, Inovação e Infraestrutura 11 de maio de 2022 29/04
Trabalho Decente e Crescimento Econômico 25 de maio de 2022 13/05
Energia Limpa e Acessível 08 de junho de 2022 27/05
Água Potável e Saneamento 22 de junho de 2022 10/06
Igualdade de Gênero 28 de junho de 2022 17/06
Redução das Desigualdades 06 de julho de 2022 24/06
Parcerias e Meios de Implementação 20 de julho de 2022 08/07
Cidades e Comunidades Sustentáveis 03 de agosto de 2022 22/07
Consumo e Produção Responsáveis 17 de agosto de 2022 05/08
Vida na Água 31 de agosto de 2022 19/08
Vida Terrestre 31 de agosto de 2022 19/08
Ação Contra a Mudança Global do Clima 14 de setembro de 2022 02/09
Paz, Justiça e Instituições Eficazes 21 de setembro de 2022 09/09

.

Para informações sobre o projeto acesse: https://agenda2030.direitorp.usp.br. Outras informações, envie e-mail para agendaonu2030@usp.br

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.