Evento on-line discute rumo dos novos centros brasileiros de Inteligência Artificial

Promovido pelo Centro de Inteligência Artificial, encontro apresenta oportunidades para quem atua ou deseja atuar na área; transmissão on-line será nesta quinta-feira, a partir das 17 horas

 23/06/2021 - Publicado há 4 meses
Centro de Pesquisa e Inovação (InovaUSP), localizado na Cidade Universitária, sedia pesquisas sobre Inteligência Artificial – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

.

Discutir os rumos da Inteligência Artificial no Brasil com coordenadores de seis novos centros de pesquisa voltados a fomentar o desenvolvimento da área no país. Esse é o objetivo da mesa-redonda on-line Inteligência Artificial em Foco: Centros Brasileiros de Inteligência Artificial, que acontecerá nesta quinta-feira, 24 de junho, a partir das 17 horas.

Promovida pelo Centro de Inteligência Artificial (C4AI) e transmitida pelo canal do Centro no Youtube, a mesa-redonda é aberta a todos os interessados, gratuita, e não demanda inscrições prévias. Além do coordenador do C4AI, professor Fábio Cozman, participarão do debate mais seis pesquisadores.

Entre eles está o professor André de Carvalho, vice-diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, que falará sobre as atividades a serem desenvolvidas no Centro de Pesquisa Aplicada em Inteligência Artificial Recriando Ambientes (Iara). Coordenada por Carvalho, o objetivo da iniciativa, que terá sede no ICMC, é fomentar o surgimento de cidades inteligentes no Brasil e no exterior, com foco em cinco aspectos: educação, mobilidade, meio ambiente, saúde e cibersegurança.

O Iara é um dos seis novos centros de Inteligência Artificial anunciados em maio como resultado de uma chamada lançada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pelo Comitê Gestor da Internet (GCI.br). Assim como o professor Carvalho, os coordenadores dos demais centros também participarão da mesa-redonda.

Um deles é o professor Virgílio de Almeida, responsável por esta outra proposta aprovada na chamada: o Centro de Inovação em Inteligência Artificial para a Saúde (CIIA-Saúde), que será sediado no Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais. A iniciativa é destinada à prevenção e qualidade de vida; diagnóstico, prognóstico e rastreamento de doenças; medicina terapêutica; gestão de saúde; epidemias e desastres.

Outro convidado é o professor João Romano, coordenador do Brazilian Institute of Data Science (BIOS), que terá sede na Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp. Nesse caso, o foco será nas áreas de diagnósticos médicos voltados à saúde da mulher e agricultura de precisão, otimização do uso de recursos agrícolas, entre outras.

Também participará da iniciativa o professor Antônio José da Silva Neto, do Centro de Excelência em Pesquisa Aplicada em Inteligência Artificial para a Indústria, que será sediado no Senai/Cimatec da Bahia. A meta desse centro é implementar uma plataforma digital aberta de ciência de dados e Inteligência Artificial para a indústria 4.0.

A mesa-redonda contará ainda com a presença do professor Jefferson de Oliveira Gomes, do Centro de Pesquisa Aplicada em Inteligência Artificial para a Evolução das Indústrias para o Padrão 4.0, que terá sede no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Esse centro terá foco em monitoramento e controle em tempo real, interoperabilidade e integração de cadeias, sistemas autônomos, robótica e máquinas-ferramentas.

Para completar a lista de convidados, o professor Francisco Rodrigo Porto Cavalcanti estará presente para explicar como funcionará o Centro de Referência em Inteligência Artificial (Cereia), que será sediado na Universidade Federal do Ceará. O foco da iniciativa é desenvolver projetos de Internet das Coisas (IoT), big data e transformação digital, voltados à prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças.

Já a mediação do evento ficará a cargo do professor Roberto Marcondes Cesar Junior, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP,  que coordena o programa Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) da Fapesp.

Presença no cenário da Inteligência Artificial mundial

O C4AI é um Centro de Pesquisa em Engenharia constituído pela Fapesp e pela empresa IBM, com sede no Centro de Inovação da USP (Inova USP), em São Paulo, e tem como um de seus polos o ICMC. Anunciado no final de 2019, o C4AI tem realizado diversas atividades on-line para fomentar o debate sobre o cenário da Inteligência Artificial no Brasil e no mundo.

“Todos os eventos on-line que estamos promovendo são ótimas oportunidades para quem atua ou deseja atuar no campo da Inteligência Artificial. No caso da mesa-redonda com os novos centros, vale lembrar que essas iniciativas certamente farão chamadas para bolsas e pesquisadores em um futuro breve. E isso vai movimentar muito essa área de conhecimento no nosso país”, finaliza Fernando Osório, professor do ICMC e coordenador de Difusão do C4AI.

.

Texto: Denise Casatti – Assessoria de Comunicação do ICMC/USP

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.