Evento on-line debate como combater a pobreza extrema no Brasil [cancelado]

Especialistas com atuação na área de infância e desenvolvimento social participam de evento on-line nesta quarta, 10 de novembro; transmissão é aberta ao público

 Publicado: 08/11/2021  Atualizado: 09/11/2021 as 15:03
Especialistas debatem como erradicar a pobreza extrema no Brasil – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

.
Como eliminar a pobreza extrema no Brasil? Esse é o tema do seminário que a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP irá promover no próximo dia 10 de novembro, às 14 horas, numa iniciativa do Departamento de Economia. O evento terá a participação do ex-representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil e especialista em questões sociais Agop Kayayan, além da representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, Katyna Argueta.

Realizado em formato on-line, o seminário será aberto ao público em geral e pode ser acompanhado pela plataforma Zoom neste link. O primeiro a falar será Agop Kayayan que abordará a erradicação da pobreza extrema; a tarefa de abordar definições e comentários sobre pobreza; e a mobilização social do país. Ele também falará sobre o papel dos meios de comunicação, da juventude, dos partidos políticos, organizações de trabalhadores e empresários.

Nascido na Líbia, Kayayan é engenheiro agrônomo, com especialização em Alimentação e Nutrição, e Ph.D em Sociologia Rural. Foi diretor da Unicef na América Central e no Brasil, além de consultor em agências governamentais e organizações da sociedade civil. Foi responsável pelo Pacto pela Infância, fomentou a campanha do soro caseiro, e negociou a aprovação do Estatuto da Criança, na década de 1980, trabalho que contribuiu para redução da mortalidade infantil e mobilizou a sociedade para as questões da infância.

Katyna Argueta falará sobre medidas de combate à miséria, tais como políticas de impostos; contribuição direta: Bolsa Família, contribuição regular decidida pelo Congresso; contribuição única a todo brasileiro; contribuições indiretas: educação, serviços de saúde e saneamento; infraestrutura de transporte e construção de casas populares; salário mínimo; empreendimentos e empregos; aposentadorias; cooperação internacional; apoio do sistema ONU; apoio de países interessados na erradicação do problema no Brasil; relações comerciais e relações internacionais; e relação com sistemas semelhantes, como Argentina e Uruguai.

Nascida em Honduras, Katyna é possui especialização em gestão e administração. Além de representante do PNUD no Brasil, é diretora do IPC-IG, um fórum global que promove o diálogo internacional sobre políticas de desenvolvimento inovativas. Diplomata de carreira com status de embaixadora, trabalhou no Ministério das Relações Exteriores de Honduras onde foi diretora-geral de política externa e chefe de gabinete do ministro.

Para ver a trasnsmissão acesse: https://fea-usp.zoom.us/j/98079458563

.

Atualização em 09/11/2021, às 15:00: o evento foi cancelado
.

Texto adaptado da Assessoria de Comunicação da FEA USP

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.