Evento internacional de jovens líderes terá representantes da USP

Youth 20 vai reunir jovens de diversos países para debater temas como futuro do trabalho e desenvolvimento sustentável, além de elaborar documento com sugestões de políticas para os chefes de Estado do G20

Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=360702
Encontro reúne jovens lideranças dos países do G20 – Foto: Divulgação/Y20

.

Três jovens que estudam ou se graduaram na USP representarão o Brasil no Youth 20 (Y20), evento internacional entre os dias 12 e 18 de outubro que reúne lideranças de 20 a 35 anos dos países que integram o G20, formado pelas 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia. A delegação brasileira será composta de Isabela Battistello Espindola, doutoranda em Geografia Humana pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Beatriz Mendes Chaves, recém-formada em Gestão de Políticas Públicas na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) e Felipe Antônio Honorato, graduado no mesmo curso e mestre em Estudos Culturais, ambos pela EACH. Os representantes do Brasil foram escolhidos entre 250 participantes do processo de seleção.

Devido à pandemia, a participarão no Youth 20 será por videoconferência num evento que precede o encontro de chefes de Estado que acontecerá nos dias 21 e 22 de novembro, com transmissão on-line a partir de Riad, capital da Arábia Saudita. Os temas que serão discutidos pelos jovens envolvem questões como futuro do trabalho, capacitação de jovens lideranças, multiculturalismo e desenvolvimento sustentável. As reuniões acontecerão durante seis dias e um documento elaborado a partir dos encontros será entregue aos líderes dos países contendo sugestões de políticas a serem implantadas. 

“O Y20 é um espaço que dá voz aos jovens para exporem seus pontos de vista”, destaca a pós-graduanda Isabela Espindola. “Eu trabalho com a temática ambiental e na promoção da ciência. A minha contribuição para o evento será reforçar cada vez mais o comprometimento com as agendas ambientais, como a Agenda 2030 e o Acordo de Paris, além de fortalecer a importância da ciência para qualquer tomada de decisão, seja política ou não. As ações precisam ter embasamento técnico”, enfatiza.

.

Os participantes do Youth 20: Isabela Battistello Espindola, da FFLCH; Beatriz Mendes Chaves e Felipe Antônio Honorato, ambos da EACH – Foto: Arquivo pessoal

.

Para Beatriz Chaves, a mais jovem da delegação brasileira, a sua principal contribuição ao Y20 vai se basear nas suas experiências de mundo. “Sou mulher, jovem e negra da periferia de São Paulo, então tenho muito a agregar com a minha vivência e com a minha formação acadêmica. Quando discutimos iniciativas em uma cúpula global, sinto que a minha bagagem prática e teórica consegue contribuir com sugestões e refletir a viabilidade das propostas.” De acordo com ela, sua atuação no Y20 será principalmente voltada a ampliar a participação de grupos em vulnerabilidade social. “Tenho atuado principalmente na inclusão de grupos que costumam ser excluídos, que são a juventude negra e indígena”, explica.

Entre os países representados no evento destacam-se Argentina, China e Estados Unidos, três dos principais parceiros comerciais brasileiros, além de integrantes da União Europeia, como Alemanha, França e Itália. 

Site oficial: https://youth20saudi.org

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.