Evento da USP sobre mobilidade urbana terá atividades abertas ao público

Além de palestras com especialistas da área, o SPMobilities vai organizar tour a pé no centro e visita ao Parque Minhocão

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Nesta semana, a USP reúne, de forma inédita no Brasil, os principais pesquisadores do chamado Paradigma das Novas Mobilidades no SPMobilities 2017. O evento é fechado para os participantes selecionados, mas vai promover atividades abertas ao público entre os dias 6 e 8 de outubro.

Na sexta-feira, a programação ocorre nos auditórios da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, na zona leste de São Paulo (Av. Arlindo Béttio, 1.000, Ermelino Matarazzo). Os interessados em participar das aulas e da conferência de encerramento, no dia 6, devem enviar e-mail para spmobilities2017@gmail.com até o dia 4 de outubro.

Além das atividades na EACH, o SPMobilities 2017 vai realizar um tour guiado a pé pelo centro de São Paulo, no sábado de manhã (20 vagas), e passeio de bicicleta, em parceria com o BikeTour SP, à tarde (20 vagas). Para informações sobre inscrição nesses passeios, envie mensagem para spmobilities2017@gmail.com.

No domingo, dia 8, as atividades se encerram com uma visita ao Parque Minhocão, com especialistas em turismo e lazer em áreas públicas. Para este passeio não é necessária inscrição prévia, bastando estar na estação do Metrô Marechal Deodoro, às 9h30, local de encontro do grupo para o início do passeio. Dúvidas podem ser resolvidas pelo e-mail spmobilities2017@gmail.com.

Em parceria com o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, haverá ainda o curso Turismo de Base Comunitária em Favelas, com Camila Moraes (Unirio), no dia 7. Mais informações e inscrições no site.

Doação de livros

O evento também marca a doação do acervo da biblioteca de John Urry ao Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, sob os cuidados da professora Bianca Freire-Medeiros. Urry morreu em 2016 e foi um dos sociólogos mais importantes em estudos do turismo. São mais de 1,8 mil volumes, que ficarão disponíveis na Biblioteca Florestan Fernandes.

Com informações de Vânia Silva / Assessoria de Imprensa do evento

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados