Evento apresenta dados de São Paulo em observatório internacional de cidades sustentáveis

Evento promovido pelo Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP traz dados comparativos de cidades de vários países relacionados ao desenho urbano, transporte e saúde; é possível assistir pela internet, nesta sexta, às 14 horas

 21/06/2022 - Publicado há 2 meses
Transporte nas cidades é um dos dados analisados no observatório internacional – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

.
Um evento on-line nesta sexta, dia 24 de junho, a partir das 14 horas, vai apresentar os dados da cidade de São Paulo que passaram a fazer parte do Observatório de Cidades Saudáveis e Sustentáveis, que tem como objetivo analisar como as políticas e ações de desenho urbano e transporte nas cidades podem impactar na prevenção de doenças crônicas, da obesidade e do aumento da prática de caminhada. O encontro, promovido pelo Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, terá transmissão on-line e apresentará as informações de São Paulo em comparação a cidades de outros países que fizeram parte da publicação Desenho Urbano, Transporte e Saúde, publicada pela revista The Lancet Global Health em 10 de maio. 

Coordenado pelo The Prevention Research Center, da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, o observatório recebeu os dados e artigos de São Paulo a partir do trabalho do Grupo de Estudos de Espaço Urbano e Saúde do IEA e do Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP. 

A série da The Lancet Global Health envolveu pesquisadores de diferentes partes do mundo, incluindo países de baixa, média e alta renda. No caso da capital paulista, foram analisados, como políticas públicas, o Plano Diretor, o Plano de Mobilidade Urbana e o Estatuto do Pedestre. Além disso, foram disponibilizados os dados ambientais da base oficial da cidade para a elaboração de índices como o de caminhabilidade, acesso aos transportes coletivos, áreas verdes, densidade populacional e outros itens importantes para comparação com outras cidades.

O seminário discutirá ainda dados de outras pesquisas sobre a temática desenvolvidas pelos dois grupos de estudos, além de contar com apresentações de pesquisadores convidados sobre questões relativas a políticas e dados ambientais ligados à saúde urbana.

Confira a programação do evento:

14h – Abertura
Alex Antonio Florindo (EACH-USP) e Ligia Vizeu Barrozo (IEA)

14h10 – Apresentação da Segunda Série Lancet Global Health e  do Observatório de Cidades Saudáveis e Sustentáveis

Billie Giles-Corti (Instituto Real de Tecnologia de Melbourne, Austrália) e Deborah Salvo (Universidade Washington em Saint Louis, EUA)

14h30 – Artigos Científicos sobre Políticas e sobre Geoprocessamento e Divulgação do Score Card da Cidade de São Paulo e Proposta de Ampliação para Cidades Brasileiras
Alex Antonio Florindo (EACH-USP) e Ligia Vizeu Barrozo (IEA)

15h – Coordenação de Epidemiologia e Informação (CEInfo) da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo
Sylvia Grimm e Marcelo Antunes Failla (ambos da área de Geoprocessamento e Informações Socioambientais da Coordenação de Epidemiologia e Informação da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo)

15h20 – Plano de Mobilidade Urbana da Cidade de São Paulo
Luiz Fernando Romano Devico (Companhia de Engenharia de Tráfego da cidade de São Paulo)

15h40 – Intervalo

16h – Base de Dados Geosampa
Silvio C. L. Ribeiro (GeoInfo da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento de São Paulo)

16h20 – Índice de Caminhabilidade, Espaços Públicos Abertos e Relações com Variáveis de Saúde na Cidade de São Paulo: Resultados de Projetos de Pesquisas
Ligia Vizeu Barrozo (IEA) e Alex Antonio Florindo (EACH-USP)

16h50 – Vida Urbana e Saúde: Opinião
Paulo Saldiva (IEA e FM-USP)

17h10 – Agradecimentos
Ligia Vizeu Barrozo (IEA) e Alex Antonio Florindo (EACH-USP)

A transmissão ao vivo pela internet será a partir das 14 horas de sexta-feira em www.iea.usp.br/aovivo e não requer inscrição.

.

Texto adaptado do IEA USP

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.