Arte sobre foto / 123RF

Ensino a distância é nova realidade para professores de graduação da USP

Docentes da Universidade contam com plataformas para organização dos cursos e produção de vídeo-aulas; frequência dos alunos será computada no ambiente virtual

23/03/2020

Thais Helena Santos

A suspensão das atividades acadêmicas presenciais nos campi da Universidade de São Paulo (USP), frente à disseminação do coronavírus, colocou quase 60 mil estudantes de graduação da instituição diante do desafio de novas formas de aprendizagem. A educação a distância, que na maioria das instituições de ensino superior se dá por meio de ambientes virtuais de aprendizagem, pode substituir temporariamente as aulas presenciais pelo prazo inicial de 30 dias,  conforme a portaria número 343, publicada no dia 17 de março pelo Ministério da Educação (MEC).

Para garantir a qualidade do ensino nos diversos cursos de graduação da USP, os professores da Universidade contam com duas plataformas de ensino a distância mantidas e gerenciadas pela pela Pró-Reitoria de Graduação, com apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação. São os sistemas e-Disciplinas, que controla desde a organização das turmas até a avaliação on-line, e o e-Aulas, para publicação de aulas em formato de vídeo. Ferramentas como essas já vinham fazendo parte, em anos anteriores, de oficinas para professores realizadas pela Universidade, por meio do Programa de Desenvolvimento Docente.

“Nesse momento atual da pandemia da Covid-19, com a suspensão das atividades didáticas presenciais de graduação, a Pró-Reitoria de Graduação, em conjunto com a reitoria e outras pró-reitorias, se empenhou para que parte das atividades que seriam presenciais fosse feita a distância, utilizando diversas tecnologias e ferramentas digitais”, enfatiza o pró-reitor de graduação Edmund Chada Baracat. Ele destacou a publicação pela pró-reitoria de um guia básico para os professores da Universidade poderem transmitir conteúdo das aulas pela internet. Além disso, de acordo com Baracat, nesse sistema, a frequência dos estudantes será computada pelos professores e ambos terão créditos que irão valer posteriormente. “Desejamos que todas as unidades participem deste processo de ensino virtual porque não sabemos quanto tempo as atividades presenciais ficarão suspensas”, concluiu o pró-reitor.

Confira abaixo quais são as plataformas de educação a distância da USP e algumas dicas para produzir conteúdos para aulas on-line.

Edmund Chada Baracat, pró-reitor de graduação da USP: atividades didáticas presenciais da graduação suspensas- Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Principais plataformas de educação a distância da USP

e-Disciplinas

O e-Disciplinas tem como base a plataforma Moodle, um dos sistemas mais utilizados na educação a distância. Lá é possível o professor organizar todo o curso, colocando material didático de diversos tipos (texto, áudio, imagem etc), criando mecanismos de interação em chats, fóruns e questionários, além de realizar a avaliação final com questões abertas ou de múltipla escolha. 

  • crie uma área no e-Disciplinas
  • associe sua turma de alunos do JúpiterWeb a esta área (as plataformas estão integradas)
  • siga o guia para saber os primeiros passos

e-Aulas

O e-Aulas é o principal repositório de vídeo-aulas da USP,  com o conteúdo de mais de 180 disciplinas. O professor da Universidade conta com vários tutoriais que ensinam a criar vídeos interativos e apresentações para tornar as aulas on-line mais interessantes. O docente publica o vídeo e depois dá o link para os alunos no e-Disciplinas ou envia por e-mail ou redes sociais. Todos os conteúdos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais.

  • acesse o sistema com número e senha USP
  • consulte o tutorial para seguir o passo-a-passo
  • confira os tutoriais para produção de vídeos
  • carregue vídeos e materiais digitais no sistema

Organização e modelos

Para a publicação de materiais didáticos na plataforma e-Disciplinas, primeiro o professor precisa organizar os arquivos que pretende disponibilizar para os alunos. É possível colocar arquivos de texto nos diversos formatos (doc, pdf, txt), apresentações (ppt, pptx), imagens (jpg, png) e áudios (mp3, mp4).  Depois, ao criar uma área na plataforma, pode-se associar a disciplina à turma cadastrada no sistema JúpiterWeb, pois as plataformas estão integradas. Acompanhando o passo a passo, o professor já terá a sua sala virtual e poderá usar diversos recursos como fórum, chat, questionários, glossário, entre outros.

Nesse ambiente virtual, uma das produções mais utilizadas é aquela em que o professor aparece em vídeo num canto da área visual e explica uma determinada tela que possui informações (texto, fórmulas, gráficos etc). É possível criar esse tipo de vídeo seguindo um tutorial do e-Aulas: a partir da webcam de um notebook, a imagem é associada a uma apresentação (powerpoint, por exemplo) para explicar o conteúdo, enquanto as telas são mostradas.  

Na USP, o professor pode publicar o vídeo na plataforma e-Aulas e, ao mesmo tempo, colocar o link no e-Disciplinas para que os alunos tenham o vídeo no contexto de outros materiais do curso.

Aulas em vídeo

Confira algumas recomendações gerais de especialistas em educação a distância para a elaboração de aulas em vídeo

Aulas ao vivo

  • faça vídeos de no máximo 60 minutos
  • caso tenha muitos alunos, divida a transmissão em sessões para permitir perguntas (por áudio ou chat)
  • programe pausas para responder as perguntas

Para transmissão ao vivo, para vários participantes, a USP recomenda ferramentas como o Conferência Web ou o Google Meet (veja abaixo)

Siga algumas regras para o vídeo ficar esteticamente mais agradável:

verifique a luz do local de gravação antes de iniciar

use uma blusa de cor lisa que contraste com o fundo

faça testes de áudio antes de iniciar e verifique a configuração

evite gravar em locais que possuam algum som de fundo

certifique-se que o enquadramento fique centralizado

grave em um local com fundo neutro, sem muitos elementos

Para cada vídeo-aula, planeje alguma atividade extra relacionada ao conteúdo, que tenha objetivos bem claros, como um exercício, indicação de leitura ou discussão sobre o tema num fórum.

Ferramentas para transmissão ao vivo (clique nos nomes para ter acesso):

Nesse sistema, o professor pode utilizar a câmera do notebook para transmitir sua aula e mostrar slides enquanto fala para uma sala virtual de até 150 pessoas. Também é possível compartilhar áudio, texto, imagens, usar um quadro branco e a tela do próprio computador para conduzir a aula.

Plataforma de videoconferência disponível para a comunidade USP, com acesso para até 250 participantes. Permite, durante a transmissão ao vivo, usar o recurso de perguntas e respostas. Também é possível gravar uma aula para compartilhá-la posteriormente. Confira o tutorial.

Mais opções

Outro ambiente virtual de aprendizagem oferecido pela USP é o Tidia-Ae que permite colocar material didático e oferece ferramentas de apoio ao ensino on-line como chat, fórum, agenda e envio de mensagens. A plataforma, elaborada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo (Fapesp), é integrada ao sistema JúpiterWeb e, com isso, é possível ter o grupo de alunos da disciplina facilmente cadastrado.

A Pró-Reitoria de Graduação possui um canal para dúvidas sobre suas plataformas de ensino on-line através do e-mail: prg.online@usp.br

Fontes: Atividades Didáticas de Graduação on-line da Pró-Reitoria de Graduação, e-Aulas e e-Disciplinas