Em Ribeirão Preto, encontro discute a segurança dos alimentos

Fapesp e British Council realizam evento na USP em Ribeirão Preto para discutir a ameaça dos fungos à segurança alimentar

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Pão contaminado com fungo Aspergillus spp – Foto: Ciar via Wikimedia Commons / Domínio público

A segurança dos alimentos para populações vulneráveis será tema de workshop na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP. O evento será de 11 a 14 de setembro e é organizado pela British Council e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), com coordenação dos professores Simon Avery, da Nottingham University, e Gustavo Henrique Goldman, da FCFRP.

As inscrições já estão abertas e vão até o dia 31 de maio. Os selecionados serão notificados por e-mail pelo menos dois meses antes do workshop.  Para participar, os interessados devem estar em início de carreira e ter pesquisa relevante sobre o tema “ameaça fúngica à segurança alimentar e os seus impactos”.

O evento terá caráter interdisciplinar, por isso podem se inscrever biologistas de fungos e cientistas de alimentos, aqueles com habilidades em modelagem matemática, química, regras regulatórias alimentares ou engenharia de alimentos. Também serão aceitos aqueles que trabalham com o desenvolvimento socioeconômico ou a transferência de tecnologia, complementados por pelo menos uma das habilidades específicas.

Segundo os organizadores, essa é uma oportunidade para pesquisadores em início de carreira interagirem, aprenderem uns com os outros e explorarem oportunidades para construir colaborações de pesquisa de longa duração. Os participantes terão a oportunidade de apresentar suas pesquisas na forma de uma breve apresentação oral e discutir isso com pesquisadores estabelecidos no Reino Unido e em países parceiros. Haverá foco na construção de links para futuras colaborações e participantes selecionados com base em seu potencial de pesquisa e capacidade de construir links de longo prazo.

O British Council e a Fapesp cobrirão os custos relacionados à participação no workshop, incluindo viagens, hospedagem e refeições. Os custos para o visto serão cobertos, no entanto, os participantes serão responsáveis ​​por tomar as providências necessárias. Mais informações e inscrições aqui.

Nectarina contaminada com fungo Aspergillus spp – Simon A. Eugster via Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

 

Fungos na cadeia alimentar

Os fungos são de extrema importância para a reciclagem da matéria orgânica na natureza. Mas eles também são responsáveis por grande parte da perda de alimentos, tornando-os não comestíveis devido à mudança que causam no gosto, sabor e no odor.

Além disso, diversos fungos produzem toxinas nos alimentos, como por exemplo, o Aspergillus flavus, que produz aflatoxina, uma toxina cancerígena. Segundo o professor Gustavo Henrique Goldman, da FCFRP, ‘não só o desperdício alimentício é grande, mas a falta de controle eficiente dos contaminantes também, trazendo perigos e malefícios à saúde humana.”

Segundo Goldman, principalmente as frutas são muito afetadas pela atuação de fungos. Somente em 2015, quase 400 mil toneladas de frutas foram descartadas por contaminação ainda no campo. “A falta de controle eficiente de contaminantes pós-colheita e o correto armazenamento no transporte das frutas ainda é um grande problema para a solução dos danos.”

Para o professor, crianças, idosos, minorias étnicas e famílias com baixa renda são os que mais sofrem perigos com a atuação dos fungos em alimentos, pois são os seres humanos com a saúde mais fragilizada, os vulneráveis.

Vitor Neves, de Ribeirão Preto

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados