Em Piracicaba, curso de Administração traz o tema do agronegócio

Conteúdos optativos oferecidos na Esalq abordam além do agro, economia e gestão ambiental

Por - Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=187094
  • 218
  •  
  •  
  •  
  •  
Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba – Foto: Divulgação

Adeline Miranda de Sá Teixeira veio de Teresina, Piauí, e é aluna do segundo ano do curso de Administração, oferecido na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba. Na capital paulista, onde morou por dez anos, a estudante não tinha muito contato com o universo do agronegócio.

Buscando identificação com o curso, Adeline participou, no primeiro ano, de um processo seletivo para um grupo de extensão. “Queria motivos para ficar, me envolver e me apaixonei pelo curso, pelo Enactus. Assumi a presidência do grupo e descobri, ali, um espírito de esperança que eu não tinha, me transformando em uma pessoa diferente, positivamente”, conta. Hoje, a estudante atua com outros dois colegas da graduação para formalizar um centro de empreendedorismo. “Estamos reunindo informações que temos dessa temática e, com a colaboração dos professores, alunos e sociedade, nossa proposta é criar um Centro de Empreendedorismo aqui na Esalq”.

O curso de Administração é o mais novo da Esalq, oferecido a partir de 2013 e com a primeira turma formada em 2016. É diurno, tem duração de quatro anos e proporciona, além das disciplinas obrigatórias, conteúdos optativos com viés do agronegócio, economia e gestão ambiental. “A grade é plena. Tudo que a USP oferece nos cursos de Administração em São Paulo e em Ribeirão Preto, temos na Esalq. Todo conteúdo é ofertado pelas três, mas aqui tem esse diferencial, além dos alunos estarem em uma cidade de qualidade de vida interessante, como Piracicaba, possibilitamos uma proximidade maior com formandos e professores”, diz a coordenadora do curso, professora Catarina Barbosa Careta.

Yuri Machado de Souza, egresso do curso, em sala de aula – Foto: Gerhard Waller

O egresso Yuri Machado de Souza, hoje, faz mestrado em Economia Aplicada na Esalq. “O que me levou a escolher o mestrado foi a percepção, durante a graduação, de que eu gostava bastante da parte de ensino, auxiliando professores como monitor”, conta. Yuri já participou como monitor em 13 disciplinas, sendo três delas com bolsa do Programa de Estímulo ao Ensino na Graduação (PEEG), da Pró-Reitoria de Graduação da USP.

Para ele, o apoio, tanto institucional quanto dos professores, foi decisivo para qual área seguir depois de formado. “A razão de eu ter mudado de área, na pós-graduação, foi o fato do curso de Administração da Esalq ter uma gama de disciplinas que também dialogam com a economia. Percebi o valor da graduação que fiz e como ela é um diferencial em termos de preparo e solidificação para nossa escolha do que fazer depois da graduação”.

Proximidade com o mercado

Segundo a coordenadora do curso, os alunos de Administração da Esalq são instigados, desde o primeiro ano, a desenvolver e melhorar as habilidades de apresentar ideias, se expor e saber lidar com o público. “Com isso, o estudante, em seu primeiro semestre na Universidade, tem uma série de palestras e relatos de profissionais, permitindo uma proximidade com o mercado”, explica.

Além disso, o percurso acadêmico foi projetado para que o aluno, após ter passado por todas as disciplinas obrigatórias no terceiro ano, tenha em seu último ano, como atividade obrigatória, somente o trabalho de conclusão de curso. “Desta forma, o formando pode optar por estágios, dentro e fora da Universidade. O estudante tem oportunidades em grupos de extensão amplas no campus, como Cepea, Esalq-LOG, GECEI, MarkEsalq e uma série de outros”, complementa a professora Catarina.

Estágios

Aluno do quarto ano do curso de administração, Gabriel Ramos Gomes faz estágio em uma empresa brasileira de produção de açúcar e etanol e distribuidora de combustíveis. Disse que a escolha de estudar na Esalq se deu por se tratar de uma universidade de ponta, que está entre as melhores do País, e o prestígio que o nome traz. “Além disso, estudar Administração num campus voltado à agricultura me pareceu algo muito diferente e mais enriquecedor do que as outras universidades poderiam oferecer”, contou Gabriel.

O aluno participou de um projeto no Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) para uma empresa do agronegócio, com orientação do professor Lucilio Alves. “Foi muito enriquecedor. Em seguida, tive a oportunidade de atuar como monitor de disciplinas de contabilidade para os cursos de Administração, Ciências Econômicas e Gestão Ambiental. Atualmente estou estagiando e vejo o quanto minha formação contribui para meu desenvolvimento profissional”.

Outra possibilidade na formação realizada na Esalq é incrementar o currículo com experiências no exterior. A instituição mantém convênio com cerca de 80 universidades pelo mundo todo, como a Ohio State University, National Taiwan University, Università Degli Studi Di Milano e University Of Nebraska, entre outras.

Fernanda Freitas Pavani, que foi representante discente da coordenação do curso de Administração, passou um semestre na França, em uma das melhores escolas de negócios daquele país. “Todo o meu esforço e dedicação valeu a pena, pois pelo meu desempenho, ganhei uma bolsa de estudos de um semestre na França. Acredito que essa sim foi a experiência que eu precisava para ir além dos conhecimentos acadêmicos. Tive contato com pessoas do mundo todo e aprendi muito com suas diferenças, aumentando minha capacidade de adaptação a situações que iam muito além da minha zona de conforto”.

Fernanda Pavani, aluna do curso de Administração, em intercâmbio na França – Foto: Acervo Pessoal

Fernanda sempre quis fazer administração, e como cresceu em uma cidade pequena do interior, com contato com o meio rural, acabou criando uma afinidade inevitável pelo agro, o que a fez optar pela Esalq. “Eu pude desenvolver pesquisas na área do agronegócio como eu esperava, mas tive uma formação muito forte e sólida que me preparou para todo tipo de mercado e setor”.

Após o retorno ao Brasil, Fernanda se prepara para uma nova fase. “Comecei a busca por um estágio e vejo o quanto cada momento de dedicação de fato é recompensado. Fui aprovada no primeiro processo seletivo de estágio de que participei, entre mais de 3 mil inscritos, para uma vaga de gestão econômica”.

Perfil profissional

O administrador formado pela Esalq pode atuar em indústrias e empresas de pequeno, médio e grande porte, hospitais, hotéis, entidades esportivas, bancos, serviços e organizações do agronegócio, associações, órgãos públicos e consultoria na área de gestão e negócios.

Bruna Ortiz Ezquerro é egressa do curso. Durante sua graduação, iniciou como estagiária na Johnson e Johnson e foi efetivada. “As experiências extracurriculares que a Esalq proporcionou me ajudaram a identificar o caminho que gostaria de seguir para a minha carreira e aquilo que não era muito do meu perfil. Quando participei da empresa júnior, percebi que eu realmente gostava de business, de liderar pessoas, trazer soluções para um determinado grupo de clientes, e a partir daí fui inclinando minhas experiências para aquilo com que mais estava me identificando”, disse Bruna.

Alunos do curso de Administração da Esalq – Foto: Gerhard Waller

Para a egressa, cada experiência vivida na Esalq trouxe um aprendizado diferente. “Sempre estive diante de novos desafios, novas reflexões, que abriram minha mente em diversos aspectos, me fizeram conhecer pessoas diferentes, com perfis diversos e tudo isto agregou de forma substancial para meu desenvolvimento como pessoa e preparação para o mercado. E eu sempre parto de uma premissa-base: aquilo que você está plantando hoje é o que vai ser colhido nos próximos passos, e com a Esalq não é diferente, o que você for para ela é o que ela vai ser para você. Cabe a nós abraçar oportunidades, experimentar, não ter medo de errar, se conectar com pessoas e histórias e nunca parar de nadar”.

De acordo com o levantamento da coordenação do curso, os egressos hoje ocupam cargos importantes em grandes empresas como 3M, PWC, Natura, FGV, Raízen, Roche, Johnson e Johnson, Kimberly-Clark, Mondelez Internacional, Itaú, Moip, Siemens, P&G, Suzano, Bosch, ArcelorMittal e Saint-Gobain.

Para ingressar no curso de Administração ou em um dos outros cursos de graduação da Esalq, o acesso é realizado pelo vestibular da Fuvest ou pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Como surgiu o curso?

O curso de Administração da Esalq acaba de completar cinco anos.  A USP aprovou a criação do curso no dia 28 de junho de 2011, em reunião do Conselho Universitário. Professores como Carlos José Caetano Bacha, Eduardo Eugênio Spers, Pedro Valentim Marques e Adriano Júlio de Barros Vicente de Azevedo Filho apoiaram e fizeram o levantamento sobre as atuais grades curriculares de Administração.

A coordenadora do curso, Catarina Barbosa Careta, comentou sobre a inicialização da graduação. “Parte deste conhecimento já era presente na graduação e na pós-graduação de economia. Assim observamos a oportunidade do curso”.

Gabriela Martins Spolidoro, estagiária da Assessoria de Comunicação da Esalq

  • 218
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados