Conheça os cursos que não estão no Manual da Fuvest; foco é formar cientistas

Ciências Moleculares e Ciências Fundamentais para a Saúde são opções de graduação na USP disponíveis para quem já foi aprovado no vestibular

Por - Editorias: Universidade
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A transferência interna é uma opção para os alunos da USP que, após a aprovação no vestibular e início do curso, percebem que a escolha da carreira não foi a mais certeira. Porém, nem todos os estudantes sabem que, além das opções que constam no Manual do Candidato da Fuvest, a USP tem ainda dois cursos, muito atraentes para quem chegou à graduação interessado em desenvolver pesquisas: o de Ciências Moleculares e o de Ciências Fundamentais para a Saúde.

O processo seletivo é realizado exclusivamente por transferência, e podem participar alunos de graduação de qualquer unidade, independente do período letivo. Uma característica comum a esses dois cursos é a diversidade curricular: há disciplinas obrigatórias nos primeiros semestres, mas há liberdade para escolher a própria trajetória científica, de acordo com os interesses e áreas de investigação. Assim, um aluno que estuda nanotecnologia pode escolher cursar disciplinas da medicina, das ciências sociais e da computação, além de física, química e biologia.

Fotos: Divulgação
Fotos: Marcos Santos

“Cada aluno é diferente do outro, formamos cientistas multidisciplinares”, conta a professora Margareth Capurro, coordenadora do curso de Ciências Fundamentais para a Saúde. Ela explica que um aluno que veio do curso de Física, por exemplo, provavelmente vai cursar disciplinas relacionadas, já que tem afinidade com a área, mas vai, ao mesmo tempo, compreender e se relacionar com outros conhecimentos, tornando-se um especialista único. 

Voltado para a saúde humana e animal, com ênfase em áreas como biologia celular, molecular, estrutural e do desenvolvimento, anatomia, fisiologia, biofísica, bioinformática, farmacologia, imunologia, microbiologia e parasitologia, o curso oferece anualmente 10 vagas. “E nem sempre elas são preenchidas. Escolhemos alunos que sabemos que irão ficar no curso, que têm o perfil de cientista mesmo”, afirma a coordenadora.

20160517_03
Alunos de Ciências Moleculares tentando resolver uma prova de matemática em conjunto – Foto: Gustavo Ferreira

 

O mesmo ocorre no curso de Ciências Moleculares, que em 2015 venceu a categoria Interdisciplinaridade no Prêmio Santander Guia do Estudante – Destaques do Ano. São oferecidas 30 vagas, mas nem sempre elas são completamente preenchidas. “Queremos aumentar a demanda pelo curso. Muitas pessoas não sabem que ele existe e pode ser o curso ideal para elas”, afirma Fábio Armando Tal, ex-aluno e atual coordenador do curso.

Os primeiros dois anos do curso de Ciências Moleculares, o chamado ciclo básico, têm cinco disciplinas centrais: matemática, biologia, física, química e computação. Aprovados nesse primeiro ciclo, os alunos escolhem um orientador para desenvolver seu projeto de pesquisa e definir o currículo dali em diante. “Tem gente que estudou migrações de humanos e interação com neandertais com informática e DNA, ou então reconhecimento facial e criação de modelos para odontologia”, exemplifica.

Tanto no curso de Ciências Moleculares como no de Ciências Fundamentais para a Saúde, o aluno que desistir ou for desligado pode retornar ao seu curso original.

Alunos aprovam experiência

Andrea Sterman Heimann, diretora-presidente da Proteimax Biotecnologia Aluna do curso de Ciências Moleculares de 1996 a 1999
Andrea Sterman Heimann, diretora-presidente da Proteimax Biotecnologia
Aluna do curso de Ciências Moleculares de 1996 a 1999

Leonardo Santana, doutorando em Farmacologia no Instituto de Ciências Biomédicas da USP Aluno do curso de Ciências Fundamentais para a Saúde de 2007 a 2010
Leonardo Santana, doutorando em Farmacologia no Instituto de Ciências Biomédicas da USP
Aluno do curso de Ciências Fundamentais para a Saúde de 2007 a 2010

Processo seletivo

Ciências Moleculares – a seleção para a 26ª turma do curso acontece entre os dias 3 e 25 de junho. Veja as instruções no folder. No dia 3 de junho, haverá um evento de apresentação do curso às 14 horas, no Auditório do primeiro andar da Fuvest, na Cidade Universitária (Av. Afrânio Peixoto, ao lado do portão principal da USP). Mais informações pelo telefone (11) 3091-3187 / 8544 ou no site do curso.

Ciências Fundamentais para a Saúde – a seleção deste ano ainda não foi aberta. Segundo a coordenadora, o edital é lançado geralmente entre os meses de setembro e outubro. É possível acompanhar as informações pelo site. O processo inclui prova escrita e arguição pública de currículo. Informações adicionais podem ser obtidas na Secretaria de Graduação do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP pelo e-mail gradicb@icb.usp.br ou telefone (11) 3091-7726.

Fuvest já tem datas definidas

As inscrições para o vestibular da Fuvest, que seleciona alunos para cursos da USP, estarão abertas de 19 de agosto até 8 de setembro. A prova da primeira fase será no dia 27 de novembro. As novidades sobre o vestibular 2017 podem ser acompanhadas pelo site .

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados