Congresso reúne 320 práticas inovadoras de ensino na graduação

Evento organizado pela Pró-Reitoria de Graduação trouxe experiências da USP e de outras instituições

  • 188
  •  
  •  
  •  
  •  

cc

 

Um espaço para permitir a integração de professores e o compartilhamento de práticas de ensino e experiências pedagógicas para valorizar e modernizar o ensino de graduação. Este foi o propósito do quarto Congresso de Graduação da USP realizado nos dias 4 e 5 de julho, no campus Cidade Universitária, em São Paulo.

Nesta edição, o foco principal foi a Transdisciplinaridade, discutida em atividades centradas no ensino de graduação e em suas interações e interfaces em busca da construção do conhecimento. O congresso organizou oficinas de métodos pedagógicos e ferramentas de apoio ao ensino para os professores e pós-graduandos, além das sessões de apresentações de pôsteres. No total, foram selecionados 320 trabalhos de práticas de ensino na USP e outras instituições de ensino superior.

Confira mais sobre o Congresso de Graduação no vídeo abaixo:

cc


Ouça abaixo as entrevistas que foram realizadas durante o Congresso de Graduação da USP, nos dias 4 e 5 de julho, pela Rádio USP:

O reitor Vahan Agopyan falou da importância de se discutir o ensino na graduação em um evento da Universidade. O professor Maurício Pietrocola Pinto de Oliveira, da Faculdade de Educação (FE) da USP, explicou o que é a transdisciplinaridade e o motivo dela ter sido o tema do Congresso de Graduação:

O professor Luiz Bevilacqua, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), participou de uma mesa-redonda sobre as particularidades da transdisciplinaridade. Ele falou dos desafios de se implantar o tema na graduação. Já o professor Henrique Lindeberg, da Escola Politécnica (Poli) da USP, foi um dos convidados para comentar sobre o duplo-diploma e como ele funciona. O professor Vítor Ribeiro Paes, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), falou da atividade de extensão universitária organizado pelos estudantes da área médica no projeto Bandeira Científica. Outra atividade de extensão apresentada foi a Produção de Programas Universitários, uma parceria entre a Rádio USP e a Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP:

A professora Regina Melo Silveira, da Poli, organizou a oficina sobre o E-aulas, um sistema de videoaulas da USP que pode ser utilizado como ferramenta de apoio ao ensino, utilizando as novas metodologias de aprendizagem:

A professora Eliana Sousa Silva, titular da cátedra Olavo Setúbal de Arte, Cultura e Ciência, mediou um debate sobre o ensino de graduação a partir da adoção de ações afirmativas pela USP:

 

A pró-reitora de Graduação da Unicamp, Eliana Amaral, também participou do Congresso de Graduação da USP e falou da importância desse tipo de iniciativa:

 

  • 188
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados