USP vai premiar alunos de engenharia com estágio de pesquisa no exterior

A primeira etapa do PIE² é local e já começou; equipes devem ter membros de diferentes cursos de engenharia oferecidos nas unidades – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

 

Soluções criativas para os problemas de hoje exigem contribuições de várias áreas do conhecimento. Buscando preparar os futuros engenheiros para essa nova realidade e estimular o compartilhamento de experiências e saberes, a USP lança o PIE², Programa de Integração dos Estudantes de Engenharia.

A competição é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Graduação em parceria com a Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) e oferece a cada um dos membros da equipe vencedora um estágio de pesquisa de até dois meses fora do Brasil, além de passagem aérea, seguro saúde e auxílio financeiro.

“A idealização do programa partiu do princípio de que a formação de redes de relacionamento e o entendimento das competências das diferentes áreas da engenharia é essencial para o crescimento profissional de nossos estudantes”, conta o pró-reitor de Graduação da USP, Antonio Carlos Hernandes.

A primeira etapa do PIE² é local e já começou: até 15 de setembro, os alunos devem procurar o Serviço de Graduação de suas unidades e entregar o formulário de inscrição e um vídeo de até três minutos abordando um problema identificado no contexto da fotografia definida pela comissão organizadora. “É uma imagem interessante e problema é o que não falta nela. Os alunos vão escolher algo que viram nessa imagem e propor uma solução”, explica o coordenador geral do programa, professor Marcelo Becker.

 

Imagem mostra vários problemas presentes em grandes centros urbanos; alunos deverão escolher um deles para produzir o vídeo da primeira etapa do PIE² – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

 

Nesta primeira etapa, os estudantes devem formar equipes com exatamente seis integrantes, que devem estar distribuídos igualmente por todos os cursos de engenharia oferecidos na unidade – ou seja, se uma unidade oferece apenas dois cursos de engenharia, o time deve ter três membros de cada curso.

As equipes selecionadas na etapa local participarão de um evento em São Paulo, no campus da USP na Cidade Universitária, onde será realizada a etapa final. Como a ideia fundamental do concurso é a integração, todos os membros serão redistribuídos em novas equipes, agora com cinco membros cada. Essas novas equipes terão quatro dias de imersão para solucionar um outro problema apresentado pela organização. Hospedados juntos, esses alunos participarão de palestras e atividades para desenvolver as propostas.

“Já nos dias atuais, mas principalmente no futuro próximo, o profissional deverá apresentar ainda mais habilidades e competências. A capacidade de se comunicar será um ponto chave, e o programa PIE² oferece essa oportunidade”, afirma Hernandes. “Esperamos que essa seja a primeira de muitas edições desse programa. Contamos com o envolvimento dos alunos, pois é uma chance única de crescimento”, pontua o professor Marcelo Becker.

Podem participar da competição alunos de quaisquer cursos de engenharia da USP, sem restrição de turno ou período. A formação é oferecida na Escola de Engenharia de Lorena (EEL), Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), Escola Politécnica (Poli), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) e Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA).

Confira o cronograma da competição:

ATIVIDADE PERÍODO
Inscrições das equipes nos Serviços de Graduação 14 de agosto a 15 de setembro
Divulgação dos vídeos selecionados nas unidades 29 de setembro
Apresentação das propostas selecionadas da Etapa Local e
cerimônia de premiação da equipe vencedora da etapa local
9 a 27 de outubro
Etapa final do evento (competição) 11 a 14 de dezembro
Apresentação das propostas da fase final e cerimônia
de premiação das equipes
14 de dezembro
Prazo máximo para a conclusão do estágio no exterior 10 de março de 2018

Todos os detalhes do Programa de Integração dos Estudantes de Engenharia devem ser consultados no edital.