Campus de Pirassununga recebe bicicletas compartilhadas

Projeto “Vamos de Bike” deve estar disponível para toda a comunidade da USP ainda em abril

Por - Editorias: Comunidade USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn248Print this pageEmail
O posto de bicicletas próximo ao portão principal do campus Fernando Costa já está instalado – Foto: Divulgação
O posto de bicicletas próximo ao portão principal do campus Fernando Costa já está instalado – Foto: Divulgação

.

Neste mês de março, a USP em Pirassununga ganhou 30 bicicletas compartilhadas dentro do projeto Vamos de Bike. Elas foram instaladas próximo ao portão principal do campus Fernando Costa. Toda a comunidade USP – alunos, professores e funcionários – poderá utilizar o serviço gratuitamente. A previsão é que o sistema de compartilhamento comece a funcionar na segunda quinzena de abril.

Nas próximas semanas, uma equipe receberá treinamento para o uso adequado dos equipamentos do posto de bicicletas e também estão sendo feitas as adequações no sistema e na documentação para o empréstimo. Todos deverão concordar com um termo de responsabilidade, antes de começar a utilizar o serviço. Para retirar uma bicicleta, será necessário, apenas, portar o Cartão USP e o usuário deverá devolvê-la em até 5 horas.

O projeto Vamos de Bike surgiu em 2015 após a implantação das Trilhas Ecológicas do Campus Fernando Costa. Como o território é muito grande e o transporte público na região é limitado, o acesso para esses espaços era muito difícil. Pirassununga é o maior campus em extensão territorial da Universidade, com 2.239 hectares, segundo o Anuário Estatístico da USP, e possui um grande potencial para lazer, que pode ser usado para caminhadas, andar de bicicleta, passeios e integração com a natureza.

.

Será necessário o cartão da USP para retirar uma bicicleta – Foto: Divulgação
Será necessário o Cartão USP para retirar uma bicicleta – Foto: Divulgação

.

A Prefeitura do campus (PUSP-FC), então, procurou formas de implantar o serviço de bicicletas: uma solução que se apresentou com baixo custo, sustentável e de grande impacto no sistema de mobilidade do campus. Ednelí Monterrey, funcionária da PUSP-FC, explicou que essas iniciativas buscam maneiras de aumentar a circulação da população da cidade dentro da Universidade.

Tanto o  projeto das trilhas ecológicas quanto o compartilhamento de bicicletas foram baseados na lei n° 12.587 de janeiro de 2012, que definiu políticas nacionais para a mobilidade urbana. Nela, ficou instituído que caberia aos municípios, promover a inclusão social nos espaços públicos, garantindo melhora na circulação nesses lugares.

O objetivo é que o campus ainda conte com mais três pontos de compartilhamento de bicicletas e possa expandir a sua disponibilização de empréstimo para a comunidade externa à Universidade também. Para isso, os resultados desse período experimental serão analisados e será solicitada a verba necessária, afirmou Ednelí.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn248Print this pageEmail

Textos relacionados