Com apoio da USP, mostra virtual apresenta projetos científicos de escolas públicas

Resultado de um programa de formação de professores em Steam, a mostra apresenta 40 projetos científicos de alunos do ensino fundamental, médio e técnico da Região Metropolitana de São Paulo

 15/12/2021 - Publicado há 7 meses
Projeto de gerador de biogás da Escola Estadual Doutor Celso Gama, de Santo André, na Mostra Steam SP – Foto: Divulgação/LSITEC

.
Cerca de 40 projetos de ciências desenvolvidos por estudantes do ensino fundamental, médio e técnico da Região Metropolitana de São Paulo fazem parte da Mostra Virtual de Ciências Steam SP. As produções, apresentadas por meio de vídeo, pôster e resumo, podem ser acessadas a partir de hoje neste link e mostram a criatividade dos jovens por meio de seus projetos científicos que, em sua maioria, apresentam soluções para problemas de suas comunidades.

A mostra envolve 99 estudantes orientados por 44 professores que participaram do Programa Steam SP, uma iniciativa da Fundação Internacional Siemens Stiftung em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica (Poli) da USP. Ao longo deste ano, esses professores receberam treinamento em práticas de educação em Steam (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), aprendizagem por projetos, e metodologia científica de orientação a estudantes em projetos investigativos.

“Estamos orgulhosos dos resultados obtidos em um ano muito difícil para a educação brasileira, com aulas a distância e atividades presenciais parciais. Os professores e estudantes que participaram do Programa Steam SP estão de parabéns pelo esforço, dedicação e resiliência”, afirma a professora Roseli de Deus Lopes, coordenadora científica do programa. Ela destaca ainda que a inscrição espontânea no programa, por parte dos professores, mostra o empenho deles em buscar qualificação para melhorar o ensino público.

Criatividade

Um dos projetos é de estudantes da Escola Técnica Estadual Presidente Vargas, de Mogi das Cruzes, que desenvolveram um protótipo de irrigação automática de baixo custo voltado para agricultura familiar e de subsistência, com foco na produção orgânica de hortaliças. Outro exemplo vem da Escola Estadual Ayrton Senna da Silva, de São Bernardo do Campo. Três alunos dessa instituição criaram um site, denominado O Refúgio do Estudante, para receber denúncias e acolher vítimas de bullying.
.

O Programa Steam SP é um dos 14 projetos sul-americanos apoiados pela Fundação Internacional Siemens Stiftung, por meio da iniciativa Stem – Education for Innovation. Lançada no início deste ano, a iniciativa teve também suporte do Fundo de Alívio Covid-19 da Siemens Caring Hands. Seu objetivo era apoiar propostas de ensino-aprendizagem ou soluções em educação digital que ajudassem professores e alunos diante das dificuldades do ensino a distância.

Organização que promove o evento, o LSI-TEC é uma Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT), sem fins lucrativos, dirigida por professores da USP com a missão de desenvolver tecnologia avançada para oferecer soluções inovadoras, priorizando o interesse público a partir de parcerias com instituições do setor público e privado.

Confira a Mostra Virtual de Ciências Steam SP no site: https://steamsaopaulo.febrace.org.br/projetos

.

Texto adaptado da Assessoria de Imprensa do LSI-TEC

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.