Foto: Reprodução/Febrace Poli USP

Coleção explica como criar espaços makers de baixo custo nas escolas públicas

E-books gratuitos elaborados com apoio da Escola Politécnica da USP apresentam metodologias e práticas para implantação de ambientes de aprendizagem que estimulem o pensamento de Engenharia e o interesse pela Internet das Coisas

 Publicado: 29/09/2021  Atualizado: 01/10/2021 as 11:10

Redação

Uma coleção de e-books gratuitos, com três volumes dirigidos a educadores e gestores da educação básica, pretende ser referência para todos os interessados em implantar práticas inovadoras em suas escolas. Trata-se do Maker Space IoT, série que será lançada nesta quinta, 30 de setembro, durante o evento on-line Febrace Talks, com transmissão ao vivo a partir das 18h, neste link.  

Em formato didático, e com linguagem acessível mesmo para quem não é da área de tecnologia, os livros digitais reúnem conteúdos teóricos, reflexões e sugestões de práticas para criação e utilização de espaços makers em diversos contextos pedagógicos e em diferentes realidades de ensino.

As publicações foram elaboradas a partir do projeto Internet das Coisas para Jovens do Ensino Médio (IoT EM), implantado em cinco escolas públicas do Estado de São Paulo, em 2020, viabilizado por uma parceria entre o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), a empresa Furnas Centrais Elétrica e apoio da Escola Politécnica (Poli) da USP. O evento de lançamento será mediado por Roseli de Deus Lopes, professora da Poli e coordenadora científica da coleção, com a participação de um gestor e um professor de escolas participantes do projeto.

“A proposta é contribuir para que a educação pública possibilite aos jovens as competências compatíveis com a evolução da tecnologia. O projeto não propõe modelos prontos, mas reúne práticas inspiradoras e repertórios diversificados. Cada escola pode definir, a partir de sua realidade, o caminho mais adequado”, destaca Roseli.

20210929_roseli_de_deus_lopes_poli_usp

Roseli de Deus Lopes, professora da Poli e coordenadora científica da coleção - Foto: Reprodução/Febrace Poli USP

No volume 1, os autores apresentam a base do pensamento maker, sua história e como se deu a evolução das primeiras atividades Do It Yourself (DIY), caseiras, até chegar aos atuais ambientes makers. São descritos exemplos de espaços em funcionamento, desde os mais simples, implementados por adaptações de laboratórios já existentes, até propostas mais sofisticadas, construídas a partir de arquiteturas e layouts dedicados. 

O volume 2 aprofunda os conhecimentos sobre internet e a chamada Internet das Coisas (IoT), explorando a aplicação desses conceitos e práticas em benefício de uma inovação educacional.

O volume 3 é voltado a desenvolver o potencial e as possibilidades da aprendizagem com base em projetos para resolução de problemas significativos para os estudantes, a que se denomina, na coleção, Aprendizagem Baseada em Problemas e Projetos (no inglês, Problem and Project Based Learning – PPBL). Essa metodologia transforma e enriquece as práticas pedagógicas, tanto para os alunos, quanto para os docentes.

Implantação de espaço maker na Etec Uirapuru, em São Paulo

O volume 1 traz exemplos de cinco escolas públicas que criaram espaços makers. Abaixo, a Escola Técnica Estadual Uirapuru, situada no bairro Jardim João XXIII, tem 103 professores e 900 alunos de ensino médio e técnico. Os professores das disciplinas de Orientação a Objetos, Técnicas de Linguagem Algoritmo participaram do projeto motivados pela oportunidade de planejar e desenvolver um Projeto de Iniciação à Robótica dentro da nova disciplina a ser ofertada na escola, denominada Sistemas Embarcados e, assim, ter mais oportunidade de de levar conhecimentos aos alunos.

Visita ao espaço inicial

Entrega do kit

Montagem do espaço maker

Inauguração

Fotos: Reprodução / Coleção Maker Space IoT

Sobre o LSI-TEC

Um dos responsáveis pela coleção de e-books e pelo projeto nas escolas públicas, o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) é uma Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT), que atua no desenvolvimento de tecnologia avançada para levar soluções inovadoras à sociedade a partir de parcerias com instituições do setor público e privado.

Dirigida por professores da USP e com projetos em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis da Poli, uma de suas áreas de atuação é a de Tecnologia aplicada à Educação que busca desenvolver projetos que contribuem para melhorar as oportunidades de aprendizado de adolescentes e a formação continuada de professores na área de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática). Entre outras iniciativas, a LSI-TEC organiza a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). 

Lançamento da Coleção Maker Space IoT
Dia: 30 de setembro, às 18 horas
Canal da Febrace no Youtube: https://youtu.be/kEgxBogHa8Q

A coleção Maker Space IoT está disponível para qualquer educador, gratuitamente, no link:
https://febrace.org.br/acervo/outros/colecao-maker-space-iot

Com informações de Elena Saggio, do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.