Ciclo de eventos aborda efeitos da pandemia de covid-19 na população negra

Objetivo dos debates promovidos pelo Coletivo Negro da Faculdade de Saúde Pública da USP é discutir as condições de vida e saúde da população negra; evento é aberto ao público com transmissão pelo Youtube

 Publicado: 06/10/2021
Foto: Reprodução/TV USP

.
Os efeitos da pandemia da covid-19 na população negra e uma homenagem a Laudelina de Campos Melo (1904-1991), defensora dos direitos das mulheres e fundadora da primeira associação de trabalhadores domésticos do Brasil, são os principais temas do Outubro Negro, ciclo de eventos organizado pelo Coletivo Negro Carolina Maria de Jesus e o Departamento Saúde, Ciclos de Vida e Sociedade da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. As atividades ocorrem nos dias 6, 13 e 20 de outubro, são gratuitas e abertas ao público com transmissão pelo Canal da FSP no Youtube, sem necessidade de inscrição prévia.

O evento ocorre anualmente desde 2018 com o objetivo de discutir as condições de vida e saúde da população negra, bem como os efeitos do racismo e a luta antirracista no Brasil. Nesta edição, estão programadas mesas de debates e uma apresentação artística, confira:

1º dia – 06/10 (quarta-feira)
19h às 21h – Vida e morte: indicadores e estratégias no contexto da pandemia
Discussão sobre os impactos da pandemia de covid-19 na população negra, assim como as estratégias de enfrentamento e cuidado desenvolvidas neste contexto. Com Emanuelle Freitas Goes, doutora em Saúde Pública e pesquisadora do Cidacs/Fiocruz; Jeane Saskya Campos Tavares, psicóloga e professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Lúcia Maria Xavier de Castro, ativista dos direitos das mulheres negras e coordenadora da ONG CRIOLA; além de Paulo Silva, do Coletivo Negro da FSP.

2º dia – 13/10 (quarta-feira)
19h às 21h – Preta(o), o que você comeu hoje? Reflexões sobre a (In)Segurança Alimentar
Entrevista com mulheres que estão na linha de frente do combate às adversidades da pandemia com foco na promoção da segurança alimentar para as populações mais vulneráveis. Com Carmen Silva, coordenadora do Movimento dos Sem Teto do Centro de São Paulo, e Luana de Brito, ativista alimentar e do Movimento de Mulheres Negras. Mediação das integrantes do Coletivo Carolina Maria de Jesus.

3º dia – 20/10 (quarta-feira)
19h às 21h – Os invisíveis presentes: trabalhadoras(es) essenciais da linha de frente
Debate sobre os efeitos da pandemia em algumas das categorias de trabalhadores, em especial àquelas historicamente ocupadas por pessoas negras.

20h30 – Apresentação artística de encerramento
Melvin Santhana, cantor e multi-instrumentista paulistano

Haverá certificado de participação para aqueles que preencherem o formulário neste link a partir de 30 minutos antes do evento até 30 minutos após o final. O link do formulário também fica disponibilizado no chat do evento. O ciclo tem apoio da Comissão de Cultura e Extensão da FSP.

Confira o evento pelo Canal da FSP no Youtube.

Mais informações: coletivonegrofsp@gmail.com, @coletivonegrofsp (Instagram) e Coletivo Negro FSP/USP (Facebook)

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.