Atendimento psicológico em grupo resgata senso de pertencimento na USP

Com atuação on-line, o Grupo Reflexivo de Apoio à Permanência reúne estudantes de graduação e pós para conversar sobre vínculos na Universidade

Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=340461

 

Semana de Recepção dos Calouros ingressantes na ECA – apresentação dos departamentos, saudações do DCE – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

Durante os anos de preparação para o vestibular, os estudantes se dedicam a buscar maneiras de ingressar em uma universidade. Mas, após conquistar a vaga, a continuidade das atividades pode representar um risco à permanência estudantil. Questões como falta de dinheiro, distância entre casa e faculdade e mesmo diferenças culturais e de formação escolar influenciam no desempenho acadêmico dos alunos. O senso de pertencimento e as maneiras como ele se desenvolve são fundamentais para a sustentação da vida universitária. 

+ Mais

Nenhum post encontrado

No atual contexto de pandemia, o debate sobre a permanência se transfigurou, mas não deixou de existir e de se impor. De acordo com o Grupo Reflexivo de Apoio à Permanência na USP (Grapusp), a relação on-line com a universidade tem sido uma das temáticas mais trabalhadas nas suas atividades. Atuando desde maio de 2019 com os vínculos nos espaços universitários, o Grapusp promove encontros semanais de uma hora e meia, conduzidos por psicólogos e estudantes da Psicologia da USP, em São Paulo. As reuniões são gratuitas e abertas aos estudantes de todos os cursos, da graduação e da pós-graduação da Universidade.

 

“O Grapusp é indicado para as pessoas que queiram entender e encontrar possibilidades psicológicas e afetivas de estar na USP. Ele surge como proposta de um espaço que cultive relações saudáveis, permita a fala e troca de experiências, para que também seja possível encontrar vivências comuns e criar uma comunidade dentro da USP, que pode parecer um lugar hostil em muitos momentos ”, segundo o grupo.

As reuniões se configuram em um atendimento psicológico em grupo, mas não são consideradas psicoterapia. Os encontros são exclusivamente verbais ou mediados por fotos. O objetivo é refletir sobre o vínculo com a Universidade, procurando atenuar os sofrimentos que podem se originar dessa relação. Também têm especial atenção às pessoas com dificuldades de se manterem em seus cursos, por quaisquer motivos. 

Para se inscrever é necessário preencher este formulário. Também é possível tirar dúvidas pelo e-mail grapusp@usp.br. O estudante pode escolher em que modalidade, data e horário prefere participar. 

 

Com informações do Instituto de Psicologia da USP

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.