Apodere-se de quem você é: coletivo da USP discute a representatividade dos negros

De 19 a 23 de outubro, encontros on-line promovidos pelo Núcleo Ayé da Faculdade de Medicina falam de arte e cultura de resistência

Imagem: Reprodução/Instagram Núcleo Ayé

.

“Apodere-se de quem você é.” Este é o tema da segunda Semana Preta – Yibambé, organizada pelo Núcleo Ayé, primeiro Coletivo Negro da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), em São Paulo, que será realizada de 19 a 23 de outubro.

O evento vai discutir a trajetória de cientistas pretos; arte, cultura e resistência; representatividade e combate ao racismo no esporte, entre outros assuntos. A programação gratuita poderá ser acompanhada pelo YouTube. O link de transmissão será enviado a quem fizer inscrição pelo formulário on-line neste link. É possível fazer a inscrição também pela página do Núcleo no Instagram, seguindo alguns passos.

 

Yibambé é a palavra de ordem usada no filme Pantera Negra pelo nosso eterno Rei T’challa e significa ‘Mantenha-se firme!’ E, de fato, nós como povo preto muitas vezes temos que nos manter firmes e não ceder. Sem nunca esquecer das nossas origens e do nosso valor”, destaca o material de divulgação do evento nas redes sociais.

O horário dos eventos é das 19 às 21 horas, somente na quinta-feira o horário muda: das 20 às 22 horas. Confira abaixo a programação e acesse aqui os nomes dos palestrantes.

Dia 19 de outubro – Xirê da Saúde
Saúde da População Negra no Brasil e a covid-19 – às 19 horas
Saúde da População Migrante no Brasil e a covid-19 – às 20 horas

Dia 20 de outubro – Teko Porã Bem-Viver
Percepções de saúde e de cuidado para as populações indígenas – às 19 horas
Saúde da população indígena e a covid-19 – às 20 horas

Dia 21 de outubro – Momento Griô
Resistência e existência – às 19 horas
Trajetória de pessoas pretas na ciência – às 21 horas

Dia 22 de outubro – Ilá Cultura e Protesto
Diálogo sobre arte, cultura e reivindicações sociais e movimentos artísticos pretos – às 20 horas
Oficina Afrofunk – às 21 horas

Dia 23 de outubro – Ará Ayé
Trajetória, representatividade e combate ao racismo por atletas pretos – às 19 horas

.Sobre o Núcleo Ayé

Núcleo Ayé, Coletivo Negro da FMUSP, reunido em 2019- Foto: Reprodução/Instagram Núcleo Ayé

.
O Núcleo Ayé foi criado em 2017 com o objetivo de receber os estudantes cotistas pretos, pardos e indígenas que ingressarem na FMUSP. O coletivo trabalha para acolher e integrar os estudantes pretos de todos os cursos da faculdade (Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional e Medicina), e discutir questões da população negra na vivência acadêmica. Também organiza iniciativas e eventos que promovem o debate e o fortalecimento da comunidade negra na Universidade, como a Semana Preta da FMUSP. Saiba mais sobre o coletivo: www.facebook.com/nucleoaye

II Semana Preta – Yibambé
19 a 23 de outubro de 2020, das 19h às 22h
Inscrições: on-line
Transmissão: Canal  do Núcleo Ayé FMUSP

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.