Alunos de computação criam programa de rádio sobre jogos eletrônicos

Com projeto, estudantes desenvolvem habilidades para se comunicar com público leigo

Por - Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=189882
  • 121
  •  
  •  
  •  
  •  
O professor Cláudio (à esquerda) no estúdio da Rádio UFSCar com os locutores Rodrigo (ao centro) e Willian (à direita) – Foto: Reinaldo Mizutani

 

A notícia de que alunos de computação da USP estão criando programas não é novidade, já que, quando um estudante começa a fazer computação, o que se espera é que ele aprenda a programar. Mas além de desenvolver programas de computador, um grupo de alunos do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, também está aprendendo a fazer programas de rádio.

Divulgar a ciência dos jogos eletrônicos é o objetivo desses estudantes que, desde janeiro, frequentam rotineiramente os estúdios da Rádio UFSCar (95,3 FM), uma emissora educativa da Universidade Federal de São Carlos. Quando pensamos em um aluno da área de ciências exatas, há a imagem estereotipada de alguém pouco comunicativo que vive imerso no mundo da tecnologia. Mas quem escuta um dos episódios do programa Por Trás dos Controles tem a oportunidade de conhecer um outro lado desses estudantes.

Gravação do episódio que teve como tema a conscientização sobre a presença feminina no mundo dos games – Foto: Reinaldo Mizutani

 

“Quando eu fui fazer uma entrevista de emprego, falei que participava do grupo de desenvolvimento de jogos Fellowship of the Game, que tinha ajudado a criar o Por Trás dos Controles e que estava dirigindo esse programa de divulgação científica. O entrevistador ficou impressionadíssimo”, conta Gustavo Moura, estudante do curso de Sistemas de Informação no ICMC e programador do Por Trás dos Controles.

Para ele, o fato de atuar em uma área muito técnica leva muitos especialistas a terem dificuldade de explicar um conceito. “Aprender a usar uma linguagem simples para falar com uma avó, uma tia que está ouvindo o programa no rádio, de forma que qualquer pessoa possa compreender, faz a gente aprimorar nossa capacidade de se comunicar no momento de dar uma aula, dar uma palestra”, ressalta Gustavo.

Ter a oportunidade de aprender a transmitir melhor as ideias para os outros também foi um dos principais aprendizados obtidos por Leonardo Pereira:

Na rádio, a gente tem que falar de um jeito que o público em geral vai entender. Eu não posso usar um jargão que estou acostumado, uma terminologia da área de jogos ou do ambiente acadêmico. Então, você começa a se policiar em relação ao uso desses termos técnicos.

Ele faz mestrado no ICMC e contribuiu com a elaboração de vários roteiros do Por Trás dos Controles, gravou alguns quadros do programa e também foi um dos entrevistados. “Eu sempre quis participar de algo assim, até hoje eu tenho o sonho de criar um canal no Youtube para falar de game design. Sempre gostei de dar aula e falar na rádio é como dar aula para infinitas pessoas”, revela.

Selecionado na quarta chamada pública da Rádio UFSCar, o programa tem 30 minutos de duração e foi proposto pelo grupo de desenvolvimento de jogos Fellowship of the Game (FoG), vinculado ao ICMC. A iniciativa é coordenada pelo professor Cláudio Motta Toledo.

Um programa binário

A dupla de locutores do Por Trás dos Controles tem uma dinâmica própria. “Eu acho que isso funciona bem porque cada um de nós tem características bem definidas e diferentes, é mais fácil nos distinguir. Esse contraste dá a magia dos programas e traz uma dinâmica legal para o jogo”, conta Willian Leodegario, mais conhecido como Binário.

Aos 19 anos, ele estuda Engenharia de Computação na USP, curso que é oferecido pelo ICMC em parceria com a Escola de Engenharia de São Carlos. O outro locutor do programa é Rodrigo Geurgas, estudante de Ciências de Computação que também atende pelo nome de Cléber. Eles são os dois elementos opostos que dão voz ao programa: enquanto Binário é extrovertido, fala alto e brinca o tempo todo, Rodrigo é mais introspectivo, fala menos e quase não faz piadas.

Gustavo Moura (ao centro) é o programador responsável pelo Por Trás dos Controles – Foto: Reinaldo Mizutani

 

Binário aceitou o desafio de se tornar locutor porque viu no programa uma oportunidade para desenvolver suas habilidades de se comunicar, de expressar ideias e mostrar confiança na fala. Além disso, no “caderninho de objetivos aleatórios” de Binário, havia o item “aprender a se apresentar bem”. A ideia do estudante é empregar os aprendizados no canal que tem no Youtube, chamado Leidan Zone, em que aborda o universo dos jogos eletrônicos. “Na locução, você tem o roteiro com uma ideia para passar e precisa saber como interpretar aquele texto. Aprende também a tomar a frente de um programa, de uma apresentação”, diz. Ele sabe que ser um aluno USP já é um diferencial, mas que não pode se restringir a isso: “Na minha turma tem 50 alunos, então, serão 50 pessoas se formando em Engenharia de Computação. Eu tenho que ter um diferencial.”

Outra lição que Binário teve com a experiência na rádio está relacionada a equilibrar melhor o tempo entre os estudos e as atividades extras. “Eu prezo muito a versatilidade. Quero saber um pouco de tudo para poder me virar bem: aprender a desenvolver jogos, a divulgar como se faz um game, a me apresentar melhor.” O estudante finaliza contando a sensação que tem quando está no estúdio: “É muito divertido, é muito bom, é completamente diferente de estar no meu quarto gravando. Tem uma equipe apoiando e a estrutura do programa é séria. Ao mesmo tempo, tem toda uma pressão, mas quando você vê que dá certo, é uma sensação incrível. Você sente que está fazendo parte de uma coisa maior, ajudando a tocar para frente um projeto muito legal, que tem tudo para continuar. É uma sensação maravilhosa.”

Uma sensação que os ouvintes podem sentir quinzenalmente, às segundas-feiras, ao sintonizarem a Rádio UFSCar (95,3 FM) às 21 horas. Os nove programas da primeira temporada do Por Trás dos Controles também estão disponíveis no podcast da Rádio e no canal do Youtube do programa. Na última segunda, 13 de agosto, começou a segunda temporada. O próximo programa vai ao ar dia 27 de agosto, basta entrar no jogo e curtir.

Denise Casatti / Assessoria de Comunicação do ICMC

  • 121
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados