Aluno da USP, em parceria com a Ford, desenvolve veículo para resgates

Designer formado na FAU projetou um carro para bombeiros que traz inovações no conforto e praticidade

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  
Arthur Menezes Murcia trabalha no protótipo do carro que desenvolveu em parceria com a Ford e com a ajuda de seu orientador – Foto: Arthur Menezes Murcia

Arthur Menezes Murcia, recém-formado no curso de Design pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, idealizou um veículo inovador específico para resgates e emergências em parceria com a empresa Ford. O projeto foi seu trabalho de conclusão de curso (TCC), apresentado na FAU, no dia 11 de dezembro.

A ideia sobre o TCC começou com uma investigação dos veículos denominados Autocomando de Área, especializados no atendimento de pequenas ocorrências urbanas, acidentes e salvamentos. Esses meios de transporte são os primeiros a chegar nos locais de emergência. “Eu pesquisei esses veículos e analisei como podia melhorá-los. Foquei no conforto interno dos usuários dentro do carro e na usabilidade do cockpit, por exemplo”, comenta Arthur Murcia.

Uma das mudanças que o estudante fez foi a alteração do local do botão que liga a sirene do carro. “No meu projeto, ela é acionável pelo volante, o que evita que o motorista tenha que tirar as mãos para ativá-la”, explica.

Quando começou a ter as ideias que se desenvolveriam ao longo do ano, Murcia estagiava na Ford, fabricante mundial de automóveis. Assim, ele acordou com a empresa que trabalharia no seu projeto com o apoio de colegas, estruturas e instrumentos da multinacional. Por exemplo, o uso da ferramenta de software 3D tornou todo o processo mais simples e mais bem desenvolvido.

 

Veículo de resgate teve seu design, funcionalidade e conforto aprimorados ao longo do trabalho de Murcia – Foto: Arthur Menezes Murcia

Fabio Sandrin, gerente de design da Ford na América do Sul, acredita na importância do trabalho para a sociedade. “O projeto é um veículo de resposta a catástrofes, ou seja, eventos com impacto social grande. Um carro com essa finalidade pode ser decisivo no primeiro atendimento às vítimas, minimizando seus efeitos. O design, nesse caso, é pensado para auxiliar os operadores no atendimento das vítimas, facilitando o acesso a ferramentas necessárias”, declara. Além de Murcia, a Ford apoia projetos de outros estudantes de várias universidades, entre as quais está a USP. Segundo Sandrin, “a empresa busca nessas instituições talentos para diversas áreas e plantas”.

Além da ajuda da Ford, Murcia contou com seu orientador, o professor da FAU Marcelo Silva Oliveira, experiente na área de Design Industrial com ênfase em Projeto de Veículos, para auxiliar e guiá-lo ao longo de seu caminho.

Para alcançar o sucesso, o trabalho teve de ultrapassar alguns obstáculos. “As maiores dificuldades foram relacionadas ao entendimento do conceito do veículo que se pretendia desenvolver. O plano era fazer um carro para resgate que servisse para todos os terrenos, mas isso restringiria muito as nossas opções. Por isso, fomos adaptando o projeto”, disse o orientador. A ideia final foi a de incrementar a segurança, comodidade e funcionalidade do Autocomando de Área.

De acordo com a dupla, o diferencial do veículo desenvolvido é o conforto que ele confere a quem estiver dentro do carro e a praticidade que disponibiliza à equipe de resgate. Ademais, o veículo é rápido o suficiente para ser o primeiro a chegar em uma área de emergência.

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados