USP em Ribeirão Preto participa de campanha para promover aleitamento materno

Celebrada desde 1992, a campanha promove e protege a amamentação com diversas ações ao redor do mundo; Ribeirão Preto terá cartilhas, triagem e palestras sobre o tema

 02/08/2021 - Publicado há 4 meses  Atualizado: 03/08/2021 as 18:25
Por
Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil

.
Promover e proteger o aleitamento materno são os principais objetivos da campanha Agosto Dourado, que ocorre anualmente desde 1992 e pretende delinear uma abordagem de saúde pública para o aleitamento. Promovida pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, na sigla em inglês), a iniciativa tem como principal evento a Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM), que será realizada entre os dias 1º e 7 de agosto, com o tema Proteja a amamentação: uma responsabilidade compartilhada. Durante o período, que é só o ponto de partida da campanha, serão realizadas diversas atividades ao redor do mundo. Promovidas por diferentes organizações, a ideia é destacar os vínculos entre a amamentação, a saúde e o bem-estar das mulheres e das crianças, delineando uma abordagem de saúde pública para o aleitamento materno. Além disso, a campanha destaca os principais cuidados com a saúde das mães e dos filhos recém-nascidos. 

Na USP em Ribeirão Preto, o Projeto Amamae – Aleitamento Materno: Ações Multidimensionais de Aconchego e Empatia, do Departamento de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (Forp), promove diversas iniciativas, entre elas, a edição de cartilhas virtuais que serão disponibilizadas nas mídias digitais; também, em parceria com a Divisão Odontológica da Secretaria Municipal da Saúde, a equipe realiza triagem para avaliar as características bucais de bebês, “para detectar alterações, principalmente, que podem interferir na amamentação”, conta a professora. A programação envolve ainda o 10° Encontro de Aleitamento Materno, que ocorre entre 2 e 6 de agosto, com palestras on-line.

Para continuar as celebrações da campanha, o podcast Momento Odontologia, produzido e apresentado pela Rádio USP, vai divulgar uma série de reportagens sobre amamentação e saúde bucal ao longo do mês.

Os primeiros mil dias

As atividades do Agosto Dourado ao redor do mundo seguem os quatro pilares da SMAM: informar sobre a importância de proteger a amamentação; apoiar a amamentação como uma responsabilidade vital de saúde pública; criar articulações entre indivíduos e organizações para maior impacto; e potencializar ações para proteger o aleitamento materno, visando à melhora da saúde coletiva.

E esses cuidados têm importância ainda maior nos primeiros mil dias de vida da criança, período conhecido como intervalo de ouro. Segundo Kranya Victoria Díaz-Serrano, professora do Departamento de Clínica Infantil da Forp, esse intervalo é a soma dos 270 dias da gestação e os 730 dos dois primeiros anos do bebê. “Uma boa nutrição e o cuidado com a saúde durante este período têm um papel protetor para o bom desenvolvimento biológico e das habilidades cognitivas, motoras, sociais e emocionais da criança”, destaca.

Para a especialista, é preciso fomentar o aleitamento materno, com alimentação saudável da gestante, para uma programação genética que irá favorecer a saúde do ser em desenvolvimento. Já no período neonatal, conta Kranya, o leite materno representa a fonte de nutrientes que carrega o potencial de saciar as necessidades fisiológica e afetiva, favorecendo o desenvolvimento integral do bebê, “incluindo aspectos psicoemocionais, a partir do fortalecimento do vínculo mãe e filho”.

Proteção da gestação deve virar uma rede

Kranya avisa que a campanha Agosto Dourado é só o ponto de partida para uma série de outras iniciativas da Forp. “Já temos previsto o lançamento do e-book Pré-Natal Odontológico, da disciplina de Odontopediatria, com participação dos alunos e docentes do programa de pós-graduação”, conta.

A intenção, segundo a professora, é criar parcerias com outras unidades do campus da USP, maternidades, bancos de leite, e outros órgãos públicos, para formar uma rede de apoio interdisciplinar de cuidado às gestantes, puérperas e bebês. “Almejamos dar continuidade ao projeto, informando, articulando, engajando e potencializando ações em prol da amamentação.”

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.