Projeto Experimentando Ciência na USP
Estudantes do ensino fundamental de escolas públicas de São Paulo vivem um dia de cientistas na Faculdade de Odontologia (FO) da USP. Estudantes de diferentes idades conhecem laboratórios de pesquisa e desenvolvem um projeto
Foto: Divulgação/FO-USP
Universitários desde pequenos:
Em 2019, o projeto trabalhou com cinco escolas: EMEF General Euclydes de Oliveira Figueiredo, EMEF Desembargador Amorim Lima,EMEF Jardim Paulo VI e EMEF Desembargador Theodomiro Dias
Foto: Jorge Maruta
No ambiente de trabalho:
Os pequenos cientistas estudam assuntos que vão de genética a higiene da boca e das mãos nos laboratórios de Antropologia Forense, Patologia Molecular, Imagem em 3D e no de Citologia
Foto: Divulgação/FO-USP
Multiplicadores de Conhecimento:
Uma das missões de quem participa é replicar tudo o que aprenderam para outros colegas da escola que não puderam acompanhar a visita
Foto: Divulgação/FO-USP
O resultado dos estudos dos recém-cientistas:
Junto com seus professores, os jovens pesquisadores precisam elaborar um projeto final. E a criatividade é grande: quiz, jogos virtuais e montagem de gráficos. Os resultados são apresentados em um dos anfiteatros da Faculdade de Odontologia
Foto: Jorge Maruta
"Entrem! O espaço é de vocês"
A professora Ana Estela Haddad é uma das coordenadoras do Experimentando Ciência. No discurso de fechamento do ciclo deste ano, ela destacou o papel da educação e da aproximação de alunos e a Universidade
Foto: Jorge Maruta
Continuam sendo cientistas:
O professor Marcelo Bönecker também coordena as atividades do projeto. Desde 2017, o número de escolas foi redefinido para trabalhar melhor os temas. E, segundo o professor, novas ideias vão chegar para 2020, como a produção de podcasts científicos
Foto: Jorge Maruta
Texto: Pedro Ezequiel
Diagramação: Cleber Siquette/Jornal da USP