Vídeo de reunião ministerial induz à reflexão sobre momento democrático

Para Álvaro Moisés, as declarações do encontro ministerial de abril são graves e servem para ajudar a refletir sobre o que está acontecendo com a democracia nacional

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, autorizou a divulgação na íntegra do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. A reunião foi mencionada pelo ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, como prova de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal. A primeira impressão que o professor Álvaro Moisés teve, após ver e ouvir o vídeo, foi de que as declarações de Jair Bolsonaro sobre a questão da interferência na Justiça Federal não eram tão contundentes quanto a denúncia do ex-ministro fazia crer. No entanto, observando o texto com cuidado, há várias observações sugerindo que o presidente pretendia realmente interferir na Polícia Federal, o que demonstra que a denúncia faz sentido.

Também chamou a atenção do professor o fato de uma reunião do Conselho de Ministros não abordar o combate ao coronavírus com clareza, revelando apenas a preocupação do presidente em defender seus familiares e amigos. O vídeo também mostrou Bolsonaro dizendo que seria muito fácil estabelecer uma ditadura no Brasil, porque o povo está desarmado. Por esse motivo, Bolsonaro quer seguir em seu esforço para armar a população.

Ainda merece destaque a fala do ministro da Educação, Abraham Weintraub, segundo a qual os ministros do STF deveriam ser presos. Já a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que iria pedir a prisão de governadores e prefeitos. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, declarou que dada a atenção que a sociedade brasileira, a mídia e o Congresso estão dando ao coronavírus, seria o momento para aproveitar e desregular uma série de mecanismos, leis e regras que buscam conter a deterioração do meio ambiente.

Para o professor, todas essas declarações são muito graves e mostram um contexto extremamente deteriorado de uma reunião do Conselho de Ministros do governo. “Todo esse cenário é muito grave e deve nos ajudar a refletir sobre o que está acontecendo com a democracia brasileira. Acho que essas informações ajudam na análise e no posicionamento que os eleitores e os partidos de oposição devem ter.”

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Qualidade da Democracia
A coluna A Qualidade da Democracia, com o professor José Álvaro Moisés, vai ao ar toda terça-feria às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.