Uma questão de visão

Glauco Arbix diz que os EUA aprovaram verba para a ciência e a tecnologia, o que configura uma visão de longo prazo; já o Brasil faz o contrário ao retirar recursos do desenvolvimento científico e tecnológico para renovar a frota de caminhões das empresas

 16/08/2022 - Publicado há 1 mês

Enquanto o Senado americano aprovou mais de US$ 200 bilhões para o desenvolvimento tecnológico e científico, no Brasil a Câmara Federal fez passar Medida Provisória que retira recursos da ciência e da tecnologia para repassá-los às empresas que pretendem renovar suas frotas de caminhões. No resumo da ópera, trata-se da visão de longo prazo dos EUA contra a de curto prazo do Brasil. “É difícil até comentar isso, o tiro no pé é evidente […] o que nós estamos vendo é uma atuação do governo para tentar ganhar as eleições”, diz o professor Glauco Arbix. Segundo ele, as penalizadas serão as futuras gerações, a sociedade brasileira e a independência brasileira na área de ciência e tecnologia.

“Diante das adversidades os americanos investem no futuro, e diante das adversidades o Brasil investe no curtíssimo prazo, corta recursos, corta, portanto, a capacidade de a gente ter um futuro melhor para todos nós.” Não é à toa que a comunidade acadêmica e as universidades tenham se colocado a favor da Carta em defesa do Estado de Direito e da democracia. “As ameaças à democracia fazem com que a gente, a sociedade brasileira, se defenda desses ataques realizados pelo governo e que atentam contra a formação nossa, o desenvolvimento científico e tecnológico e a nossa própria democracia.”


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.