Um mundo sem livros e sem livrarias?

A professora Marisa Midori apresenta nesta semana o novo livro de Roger Chartier, uma coletânea publicada pela Editora Letra Viva

 29/10/2021 - Publicado há 1 mês
Por

 

Na coluna Bibliomania desta semana, a professora Marisa Midori traz um lançamento, o livro Um Mundo Sem Livros e Sem Livrarias?, de autoria de Roger Chartier, editado por Bernardo Gurbanov, presidente da Associação Nacional de Livrarias (ANL) e organizado em parceria com Guiomar de Gramont, que também assina o prefácio. Segundo a professora, os capítulos remontam às participações do eminente professor e pesquisador do Collège de France em eventos científicos e culturais brasileiros; com alguns acréscimos de textos realizados em diferentes circunstâncias.

“A pergunta Um Mundo Sem Livros e Sem Livrarias?” – que dá título a esta coletânea ressurge em diferentes camadas de textos, intertextos, leituras, intervenções e reflexões do autor, pelas mais de duzentas páginas que compõem o presente volume”, explica Marisa. Além disso, a professora destaca o primeiro capítulo, A Morte do Livro?, em que o autor desenvolve a questão que lhe foi proposta no Fórum de Letras, promovido pela Universidade Federal de Ouro Preto, em 2006.

“Mas, enfim, o livro vai morrer?”, questiona Marisa, acrescentando que o autor recorda que Umberto Eco se viu igualmente sufocado diante do sem números de vezes em que precisou responder a essa questão. “Deixo ao ouvinte a possibilidade de acompanhar, no livro, o arrazoado do autor a uma angústia que está longe de chegar ao fim”, responde.

Além disso, a professora fala sobre a questão do aumento da leitura nos suportes digitais por conta da pandemia de covid-19. “Ao comentar o relatório elaborado pelo Ministério da Cultura da França, em 10 de julho de 2020, sobre as práticas culturais dos franceses, Roger Chartier observa que são evidentes os efeitos perversos da pandemia não apenas em relação ao mercado editorial, mas também no que toca à queda dos hábitos de leitura entre os franceses, em todas as faixas etárias consideradas na enquete”, informa, revelando ainda que a pesquisa sugere, aliás, que os franceses jovens parecem se conformar em viver em um sistema totalmente digital. Segundo Marisa, é uma realidade que atinge as livrarias e, com elas, a feição das cidades. “Diria, sua paisagem intelectual e cultural. Nesse ponto, seguimos com Roger Chartier, ao citar Francisco Azevedo, em um artigo publicado no jornal O Globo, de 7 de fevereiro de 2015: “Como uma cidade sobrevive sem livrarias? Como consegue respirar?”


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.