Um convite para conhecer a história do Pavilhão Ciccillo Matarazzo

O colunista Martin Grossmann passeia com os ouvintes em série especial sobre a 34ª Bienal

 Publicado: 29/09/2021
Por

“Em seus 70 anos de vida, a Bienal de São Paulo é uma das bienais mais longevas da história da arte moderna e contemporânea”, assinala Martin Grossmann em sua coluna Na Cultura, o Centro Está Em Toda Parte, na Rádio USP (clique e ouça o player acima).

Grossmann observa que, apesar da visão eurocêntrica que ainda comanda nossa arte e cultura, a Bienal surpreende pelas suas especificidades. Convida os ouvintes para conhecer o Pavilhão Ciccillo Matarazzo: “Ao adentrarmos o Parque Ibirapuera e nos dirigirmos à entrada da Bienal, que se faz pelo térreo, nos deparamos com um espaço generoso, amplo, com mais de 7,5 metros de pé-direito com seus 4.500 metros quadrados de área”, observa. “Nessa área já se inicia também um intercurso muito bem explorado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que é a relação com a ortogonalidade do prédio com as linhas curvas. O mezanino que ali está é todo em curva, um elemento que a gente vai encontrar no segundo pavimento.”

A genialidade de Niemeyer é apontada por Martin Grossmann. “Apesar do Modernismo, da planta aberta, do desenho quase mínimo, Niemeyer traz uma complexidade, uma dinâmica que se faz por essa rampa que leva aos três pavimentos com diferentes características”, descreve. “O acesso também se dá por uma escada na parte central do prédio, permitindo uma circulação que foi explorada por diferentes designers, arquitetos, profissionais para pensar a relação expositiva e como nós, visitantes, vamos explorar o conteúdo da Bienal.”


Na Cultura, o Centro está em Toda Parte
A coluna Na Cultura o Centro está em Toda Parte, com o professor Martin Grossmann, vai ao ar toda quarta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.