Trombectomia mecânica é avaliada no AVC isquêmico da artéria basilar

Procedimento parece ser seguro e traz benefício sobretudo nos casos mais graves

Nesta edição da coluna Minuto do Cérebro, o professor Octávio Pontes Neto fala de um estudo mundial, coordenado pela Holanda e com a participação de centros de pesquisa brasileiros, sobre uso da trombectomia mecânica, um tratamento feito por cateterismo, para desobstrução da artéria basilar, que irriga o tronco cerebral.  Resultados deste estudo, chamado BASICS, acabam de ser apresentados em um webinar do Congresso Europeu de AVC (ESOC/WSO 2020).

Segundo o professor Pontes Neto, o Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI) causado pela obstrução da artéria basilar coloca em risco a vida do indivíduo e, sem tratamento, pode chegar a 80% de mortalidade ou deixar sequelas graves. O pesquisador, que coordenou a pesquisa no Brasil, afirma que o estudo conseguiu demonstrar a segurança da trombectomia mecânica neste contexto.

Visto isso, continua o professor, a trombectomia surge como uma alternativa a mais, alem da trombólise endovenosa, tratamento padrão em que o indivíduo recebe medicamento diretamente na veia para dissolver os coágulos que entopem a artéria. O novo procedimento oferece mais eficiência para casos mais graves pela redução de sequelas.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Minuto do Cérebro.


O minuto do Cérebro
A coluna O minuto do Cérebro, com o professor Octávio Pontes Neto, vai ao ar toda terça-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.