Tiago Sant’Ana alia arte e história para focar no colonialismo e suas marcas

A obra do fotógrafo é marcada, segundo Giselle Beiguelman, pela atualização da violência no presente

 21/06/2021 - Publicado há 4 meses
Por

 

“Tiago Sant’Ana tem uma obra profundamente marcada pelo que chamo de um ‘impulso historiográfico’ que vem se firmando na produção que vem do Sul Global, onde as lutas pela recuperação do direito à memória são uma questão central”, comenta a professora e artista Giselle Beiguelman em sua coluna Ouvir Imagens (clique e ouça o player acima). “Isso porque onde estamos encontram-se em jogo as interdições caladas durante décadas nos porões das ditaduras, disputas de narrativas, memórias traumáticas e heranças da brutalidade do colonialismo.”

O colonialismo e suas marcas são o foco de Tiago Sant’Ana na exposição Irmãos de Barco, que o artista apresenta na Galeria Leme. A professora, que visitou e recomenda a mostra, observa: “Importante frisar, no entanto, que esse regresso de narrativas reprimidas não se reconcilia facilmente com o presente. Tiago oferece uma perspectiva crítica tanto sobre suas matrizes originais como sobre suas repetições na contemporaneidade. Ele mostra as marcas das matrizes coloniais enfatizando as violências associadas à escravização de corpos na constituição do mundo moderno, como destacou o crítico Moacir dos Anjos no belíssimo texto que acompanha a exposição.”

Entre as diversas imagens que tocam o espectador, a colunista chama a atenção para a foto Fluxo e Refluxo. “Vemos um homem negro de torso nu e de costas para a câmera. Ele carrega, sobre sua cabeça, a réplica miniaturizada de uma caravela feita de açúcar, a proa para a colônia escravagista e exportadora do produto. E o rosto, que não vemos, se volta para a direção oposta. Ou seja, para a terra nativa de todas e todos escravizados que ele aqui representa.”

Irmãos de Barco fica em cartaz até o dia 23 de julho. Horários e agendas de visitação disponíveis no site, que traz também uma boa visita virtual da mostra:  https://galerialeme.com/


Ouvir Imagens 
A coluna Ouvir Imagens, com a professora Gisele Beiguelman, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.