Teste de saliva desenvolvido pelo Genoma é eficaz em detectar carga viral de sars-cov-2

Conhecido como RT-Lamp, já está disponível para quem quer saber se está ou não infectado pelo novo coronavírus

 17/06/2021 - Publicado há 4 meses
Por

O teste RT-Lamp, desenvolvido pelo Centro de Estudos sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da USP, é uma alternativa mais barata e menos incômoda para detectar a presença do sars-cov-2 na saliva de pacientes e já está disponível para a sociedade. Além dessas vantagens, o resultado sai em até 24 horas e, por isso, é eficiente para evitar a disseminação do vírus quando o teste dá positivo.

Agora, um artigo publicado no formato pre-print, ou seja, sem revisão de outros cientistas, mostrou que o RT-Lamp também foi eficiente para medir a carga viral presente na saliva de mulheres e homens com menos de 40 anos.

Em um estudo colaborativo com o grupo das professoras Silvia Figueiredo e Ester Sabino, do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP, foram comparadas amostras de 21 homens e 29 mulheres, com o objetivo de observar se havia concordância entre a carga viral observada na saliva e no trato nasofaríngeo.

Os resultados podem explicar porque algumas pessoas não se infectam quando ficam em contato com mulheres doentes.


Decodificando o DNA
A coluna Decodificando o DNA, com a professora Mayana Zatz, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.