Ter histórico de atleta não interfere na evolução de casos graves de covid-19

Embora não interfira na evolução do quadro de casos graves de covid, a atividade física ajuda na prevenção de várias doenças, diz José Carlos Farah

 01/03/2021 - Publicado há 11 meses  Atualizado: 04/03/2021 as 18:37
Por

 

A coluna Corpo e Movimento esclarece  informações aparentemente contrastantes sobre a influência da atividade física na prevenção de doenças, incluindo a covid-19. Um artigo, em fase de pre-print, da revista MedRXiv, trouxe indicativos que a atividade física não interferiu na evolução de casos graves da covid-19.

Porém, o professor José Carlos Farah explica que a atividade física continua sendo um atenuador na prevenção de várias doenças. Quando praticada com regularidade, melhora o sistema imunológico, diminuindo-se as chances de infecção do organismo; e mesmo se a pessoa vier a ficar doente, poderá passar pelo problema de forma mais branda.

Artigo “Nenhuma associação entre atividade física e desfechos clínicos entre pacientes hospitalizados com COVID-19 grave”.


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.

 

 

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.