Telescópio flagra uma incrível – e luminosa – dança de buracos negros

Evento foi casualmente observado pelo telescópio espacial Spitzer, da Nasa, revelando informações valiosas para os cientistas

Usando o telescópio Spitzer, da Nasa, cientistas observaram uma espécie de dança entre dois buracos negros emparelhados, um menor e outro maior, conhecido como sistema OJ 287, que fica a 3,5 bilhões de anos-luz da Terra.

Nesta edição de Entender Estrelas, o astrofísico João Steiner explica como funciona o sistema em que um buraco negro orbita outro. Steiner, que é professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, fala também das particularidades do sistema OJ 287, que emite um brilho periódico duas vezes a cada dois anos, permitindo o estudo de diferentes aspectos dos buracos negros e do próprio Universo.

Clique no player acima para ouvir.


Entender as Estrelas – Uma viagem pela astronomia
A coluna Entender as Estrelas – Uma viagem pela astronomia, com o professor João Steiner, vai ao ar toda sexta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.