Substituto de sal na dieta reduz casos graves e óbitos cardiovasculares

A conclusão é de estudo que acompanhou, por mais de quatro anos, quase 21 mil pessoas maiores de 60 anos com pressão alta ou história de AVC prévio

 Publicado: 12/10/2021  Atualizado: 13/10/2021 as 10:42

A relação entre hipertensão e problemas cardiovasculares é bem estabelecida pela ciência, e a influência da quantidade de sal na dieta dos hipertensos, também. O que os cientistas conseguiram agora foi provar que a alimentação rica em cloreto de sódio aumenta os riscos para eventos graves de complicações cardiovasculares e acidente vascular cerebral (AVC), além dos óbitos.

Segundo informa o professor Octávio Pontes Neto nesta edição da coluna Minuto do Cérebro, pesquisadores da China e do Reino Unido acompanharam, por quase cinco anos, cerca de 21 mil pessoas, após a introdução de um substituto do sal de cozinha na dieta de um dos dois grupos do estudo (o outro continuou consumindo o sal tradicional, 100% de cloreto de sódio). O substituto tinha fórmula reduzida em cloreto de sódio (75%) e acrescida de 25% de cloreto de potássio.

Os participantes do estudo eram moradores de 600 aldeias da China rural, com idade média de 65 anos, 49,5% de mulheres, 72% com história de AVC prévio e 88% com pressão alta. Os resultados, conta o professor, mostram “redução significativa da ocorrência de AVC, de grandes eventos cardiovasculares e de óbitos”. Artigo com a pesquisa foi publicado em setembro na revista New England Journal of Medicine.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Minuto do Cérebro.


O minuto do Cérebro
A coluna O minuto do Cérebro, com o professor Octávio Pontes Neto, vai ao ar toda terça-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.