Sociedade brasileira não fez revisão da ditadura militar

“O resultado é essa persistência de um moralismo arraigado, de um conservadorismo estrutural”, diz Wisnik em sua última coluna do ano

Se 2019 deixou alguma mensagem, foi a percepção de que a sociedade brasileira é muito conservadora, “e grande parte dessa sociedade estava calada, ou estava no armário, mas o Brasil é um país que não fez as revisões da ditadura militar que devia ter feito, assim como outros países da América do Sul fizeram”, diz o professor Guilherme Wisnik, antes de concluir: “E o resultado disso é essa persistência, essa sobrevivência de um moralismo arraigado, de um conservadorismo estrutural, de uma violência que é o motor da relação da nossa sociedade em geral”.

Sempre há espaço para a esperança, porém, e talvez nada sintetize melhor essa aposta no otimismo do que a canção O Sol Nascerá, composição de Cartola e Elton Medeiros, com a qual Wisnik finaliza sua última coluna do ano, na esperança de um 2020 melhor.

Ouça a canção e a íntegra do comentário, acompanhando, pelo link acima, a coluna Espaço em Obra.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.