Saúde e economia não são excludentes e sim coincidentes

Guilherme Wisnik considera que o governo age de acordo com uma lógica que só favorece os mais ricos, em detrimento dos mais pobres

Em sua coluna semanal para a Rádio USP, Guilherme Wisnik fala sobre saúde e economia, ou melhor, sobre o que ele considera uma suposta incompatibilidade entre as duas áreas. Para Wisnik, trata-se de um falso dilema, apoiado numa lógica genocida. O colunista entende que saúde e economia não são excludentes, nem conflitantes, mas coincidentes. “Todos os países que tomaram medidas mais sérias e mais drásticas em relação à preservação da saúde retomaram o ritmo econômico mais rápido.”

Ainda de acordo com o colunista, flexibilizar o controle da pandemia, em nome da manutenção da economia, só vai agravar o quadro de crise geral e de instabilidade. Por outro lado, aplica-se aqui uma estratégia bem de acordo com o atual governo, que só pensa em manter os privilégios da elite econômica do País: “Essa é a economia que preocupa o governo, enquanto ele reduz todas as políticas sociais”. Para Wisnik, não se pode esperar outra coisa de um governo que dá as costas para a realidade social das classes mais pobres.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Espaço em Obra.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.