São poucas, mas existem contraindicações para vacinas

Mesmo com eficácia e importância na prevenção de doenças, as vacinas encontram situações em que não devem ser aplicadas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No Pílula Farmacêutica desta segunda-feira o tema é a contraindicação para vacinas. Mesmo sendo de extrema importância, ainda existem contraindicações para as vacinas. As que são produzidas a partir de bactérias e vírus enfraquecidos não podem ser aplicadas em pessoas com o sistema imunológico enfraquecido. Já quem tem alergia a ovo, por exemplo, não pode se vacinar contra a febre amarela.

A vacinação inclusive deve ser adiada em pessoas com doenças agudas, que usam imunossupressores, ou que passaram por transplante de medula óssea. Também deve-se evitar a aplicação contra a febre tifoide, quando o paciente está em tratamento com antibióticos.

Durante a gestação, é recomendado que a mulher entre em contato com o médico sobre as vacinas que podem ser tomadas, já que existem alguns tipos que não podem ser tomadas durante a gravidez, como a do sarampo.

O boletim Pílula Farmacêutica é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana. Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados