São Paulo vive uma virada museológica

Segundo Grossmann, está acontecendo uma série de iniciativas no campo das artes, como a criação do Museu Afro Brasil, além de uma nova dinâmica dos museus

Parar de pensar no presente neste momento e, nos quatro minutos que temos nesta coluna, mergulhar um pouco na história” – é o convite do professor Martin Grossmann em sua coluna Na Cultura o Centro Está em Toda Parte, da Rádio USP (clique e ouça o player acima). “Proponho uma reflexão sobre o que foi construído até a crise do coronavírus e, possivelmente, ter uma visão de futuro sobre a estrutura cultural de São Paulo, que é uma das metrópoles de referência cultural no mundo, numa sociedade organizada pela globalização, por esse modo de organização que foi instituído nas últimas décadas.”

Essa estrutura cultural das artes visuais, segundo Grossman, se movimentou tendo a Bienal como se fosse o planeta mais importante do sistema solar. “Em torno da Bienal, em órbitas diferentes mas relacionais, tivemos os museus e, com o crescimento da cidade e a maturidade desse sistema, assistimos, a partir da década de 1980, um crescimento dos centros culturais, a Rede Sesc e o surgimento de um mercado da arte.”

Grossmann explica que, no entanto, está acontecendo uma virada da arte com uma série de iniciativas, como a criação do Museu Afro Brasil, além da posição de outros museus que estão saindo da sombra da Bienal. Cita a nova dinâmica dos museus como o próprio Museu de Arte Contemporânea da USP em novo edifício, o Museu de Arte Moderna e o crescimento da Pinacoteca, que estão dando um protagonismo que propõe novos desafios culturais para o futuro da cidade.

Quem quiser saber mais leia o artigo detalhado do professor Martin Grossmann publicado no jornal O Estado de S. Paulo: https://alias.estadao.com.br/noticias/geral,como-museus-de-sao-paulo-estao-se-voltando-para-a-arte-global,70003236827


Na Cultura, o Centro está em Toda Parte
A coluna Na Cultura o Centro está em Toda Parte, com o professor Martin Grossmann, vai ao ar toda quarta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.