Saída de deputados do “Centrão” traz incerteza ao governo Bolsonaro

André Singer diz que mudanças no grupo podem influenciar eleições para a presidência da Câmara e possibilidade de impeachment

Na coluna Poder e Contrapoder de hoje, o professor André Singer comenta a saída de 63 deputados do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e do Democratas (DEM) do “Blocão” da Câmara, grupo conhecido por apoiar o governo federal. Segundo ele, “apesar de ainda haver uma base governista, essa decisão implica em uma consequência de médio prazo, que é a disputa pela presidência da Câmara dos Deputados em fevereiro de 2021. A presidência é uma peça-chave, já que é o único posto que pode autorizar um pedido de impeachment a ir para o Plenário”.

No contexto de polarização política que se encontra hoje no País, mesmo antes da pandemia, essa situação pode influenciar o cenário político nacional “colocando incertezas ao futuro do governo Bolsonaro”, explica Singer. Temporariamente, o presidente da República conseguiu se aliar ao Centrão para evitar pedidos de impeachment, mas isso pode mudar com a eleição da presidência da Câmara.

Saiba mais ouvindo a coluna na íntegra.


Poder e Contrapoder
AA coluna Poder e Contrapoder, com o professor André Singer, vai ao ar toda quinta-feira às 9h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.