Roupas tecnológicas beneficiam desempenho de velocistas

Além das roupas, relógios, pulseiras e palmilhas as tecnologias vestíveis oferecem “feedbacks” em tempo real e diminuem riscos de lesões

Recentemente foi publicado artigo científico no periódico Journal of Sports Sciences sobre dispositivos vestíveis, como relógios, pulseiras e até mesmo roupas inteligentes capazes de monitorar temperatura, batimentos cardíacos, entre outras funções, e suas contribuições para a corrida. O professor Paulo Roberto Santiago comenta sobre os benefícios dessas tecnologias.

Segundo Santiago, o mais interessante no trabalho publicado foi a descoberta “de como essas tecnologias podem melhorar o desempenho dos velocistas através dos feedbacks em tempo real. Isso motiva o atleta a continuar a correr e também avisa se está correndo de maneira errada, o que diminui os riscos de lesões”, explica. 

Apesar dos benefícios desses dispositivos, Santiago afirma que eles não são primordiais para praticar o esporte e ser um bom corredor. Corridas em grupo, espelhos e até mesmo prestar atenção nos sons das próprias pisadas são formas de feedbacks para quem não tem acesso a essas tecnologias. 

Ouça no link acima a íntegra da coluna Ciência e Esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.