Recorrer à literatura pode ser ilustrativo para entender desigualdade social

Marília Fiorillo destaca um livro de Graham Greene para tentar entender a lógica por trás das ações dos que têm tanto, enquanto outros não têm nada

A professora Marília Fiorillo abre a sua primeira coluna do ano tratando do tema desigualdade social, que só faz crescer, a ponto de ter deixado de ser preocupação exclusiva dos progressistas para se tornar a de todos. “É espantoso que 1% da humanidade detenha a riqueza equivalente aos outros 99%”, argumenta ela, antes de lembrar que a lógica da acumulação é fazer mais dinheiro não para comprar coisas e usufruir, mas fazer mais dinheiro para aplicar e fazer mais dinheiro e assim sucessivamente. “Qual seria a lógica e a psicologia de um desses 26 extravagantes habitantes do planeta Terra?”, pergunta Marília, referindo-se às duas dezenas de privilegiados que estão no topo da lista da minoria abastada.

Para chegar a uma resposta, recorre a colunista ao livro Dr. Fischer De Genebra ou a festa da bomba, do inglês Graham Greene, sobre um milionário cuja maior diversão é organizar jantares para membros de um círculo íntimo – tão gananciosos quanto o personagem principal – apenas para poder humilhá-los. Marília cita um trecho do livro que, de acordo com ela, dá bem uma ideia do retrato da minoria que está numa das pontas da desigualdade.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Conflito e Diálogo.


Conflito e Diálogo
A coluna Conflito e Diálogo, com a professora Marília Fiorillo, vai ao ar toda sexta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.